Após protesto da torcida, Flamengo tenta afastar a crise em visita ao Coritiba

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Goleiro Diego Alves disse que o Flamengo tem que evitar os erros mostrados contra o Palmeiras Fonte: Gilvan de Souza/Flamengo

Vivendo um momento conturbado, o Flamengo tenta afastar o clima de crise em visita o Coritiba nesta quinta-feira, às 21h (horário de Brasília), no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, em confronto válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro vem de uma derrota de 2 a 0 para o Palmeiras e, estacionado nos 50 pontos, começa a ver a vaga na Copa Libertadores ficar ameaçada. Já o Coxa, que empatou por 1 a 1 com a Ponte Preta no fim de semana, em casa, tem 40 pontos e não perde há seis jogos. O foco ainda é a luta contra o rebaixamento, embora ainda tenha chances matemáticas de brigar por um lugar no torneio continental.

O jogo pode ser considerado crítico para o Flamengo não apenas pela pontuação, mas pela chance de fazer o clima negativo na Gávea virar crise de vez. Na quarta-feira, dia do aniversário do clube, torcedores organizaram um protesto na porta do Ninho do Urubu, hostilizando os jogadores. O retorno ao Rio de Janeiro e os próximos treinos poderão ser ainda mais tensos no caso de derrota no Sul.

Tentando transmitir tranquilidade ao grupo, Reinaldo Rueda, técnico do Flamengo, destacou para os jogadores a importância de que os erros cometidos em alguns jogos recentes não se repitam contra o Coritiba. O Rubro-Negro vem pecando muito como visitante.

“Nós não podemos cometer alguns erros, como os vistos contra o Palmeiras. O jogo contra o Coritiba vai ser muito complicado e é importante que a gente tenha um bom desempenho. O Flamengo é uma equipe grande, que tem de saber administrar os jogos tanto como mandante e visitante. Às vezes, temos sido muito generoso, agindo mais com emoção do que com a razão”, disse Rueda.

Os jogadores garantem que vontade não vai faltar. “O Flamengo sabe que precisa melhorar em alguns aspectos e estamos trabalhando muito para conseguirmos atingir os nossos objetivos. Não podemos errar contra o Coritiba porque vai ser um jogo muito perigoso”, disse o goleiro Diego Alves, um dos poucos jogadores que estão sendo preservados dos protestos por conta do bom desempenho que vem demonstrando em campo.

Em termos de escalação, Rueda não antecipou o time do Rubro-Negro, mas mudanças devem acontecer. Na zaga, setor mais criticado, Juan reaparece após se recuperar de desgaste muscular e vai ocupar a vaga do contestado Rafael Vaz. Ele será o parceiro de Rhodolfo. O meia Diego, que estava com a Seleção Brasileira, pode ser usado se chegar bem da Inglaterra. Neste caso, Felipe Vizeu voltaria ao banco e Lucas Paquetá jogaria mais avançado.

Pelo lados dos paranaenses, que vêm de um empate em casa no duelo direto com a Ponte Preta, o Coxa sabe que embora a ideia de sempre somar pontos esteja funcionando, é preciso vencer para encerrar o mais rápido possível a agonia da luta contra a zona de rebaixamento. Por isso, fazer os três pontos diante do Rubro-Negro tornou-se quase obrigatório para dar uma final de ano melhor ao torcedor alviverde.

O goleiro Wilson destacou a importância de chegar à pontuação necessária para não correr mais riscos. “Enquanto a gente não alcançar o número de pontos que nos garanta não ficar entre os quatro últimos, a gente que tem que ter esse pensamento. A gente precisa fazer pontos o quanto antes, porque é muito achatada ali a zona de classificação e, fatalmente, a gente se afastando do grupo de baixo podemos ter uma reta final boa de campeonato”, avaliou.

Para isso, o técnico Marcelo Oliveira mais uma vez poderá repetir a escalação. É o terceiro jogo consecutivo que o treinador coxa-branca tem essa possibilidade, melhorando o entrosamento e a produtividade do grupo. Entretanto, pedindo passagem e recuperando seu ritmo, o atacante Kléber entra na briga pro um lugar entre os titulares. Se o Gladiador começar, uma opção seria mexer no setor de meio-campo, reeditando na frente a dupla com Henrique Almeida, ou mesmo o trio, com a permanência de Rildo.

CORITIBA X FLAMENGO

CORITIBA

Wilson, Léo, Werley, Cleber Reis e Thiago Carleto; Jonas, Alan Santos, Tiago Real e Yan Sasse; Rildo e Henrique Almeida (Kleber Gladiador)

Técnico: Marcelo Oliveira

FLAMENGO

Diego Alves, Pará, Juan, Rhodolfo e Renê; Willian Arão, Gustavo Cuellar, Everton Ribeiro e Everton; Lucas Paquetá e Felipe Vizeu (Diego)

Técnico: Reinaldo Rueda

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Data: 16 de novembro de 2017, quinta-feira

Horário: 21h00 (horário de Brasília)

Árbitro: Raphael Claus (SP)

Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

Superesportes

LEIA TAMBÉM!