Arremesso de disco e dardo muda a vida de paratleta de Uberlândia

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Imagem: Sérgio Murilo / TV Vitoriosa

Por várias vezes, quando vamos falar de esporte, falamos também em superação. E não vai ser diferente desta vez. O arremesso de disco e o dardo mudaram a vida da Ana Luiza, paratleta de Uberlândia.

Para o técnico, Ana Luiza, que em setembro fará 17 anos, tem um futuro muito promissor. E nem foi preciso muito tempo para constatar o futuro do paratletismo nela. O arremesso de disco e de dardo já rendeu mais de 20 medalhas à jovem em pouco mais de um ano. É uma média de mais de uma dessas por mês.

A garota se considera uma vencedora, e realmente é. E foi numa dessas caminhadas pela pista do Sesi, que ela foi descoberta. Para quem nunca teve gosto com o esporte, o crescimento foi rápido. Ela perdeu mais de 15 kg e hoje carrega consigo duas das melhores marcas da categoria adulto paralímpica do país na classe F20 para pessoas com deficiência intelectual. Tanto no dardo, quanto no disco, ela arremessou mais de 24 metros.

A mãe, Marisa, considera a filha um exemplo de vida. Ela disse que a Ana Luiza tentou várias atividades e nenhuma tinha rendido um andamento real dela. O esporte foi uma vitória heróica pessoal.

Nos próximos meses, Ana tem duas competições importantes, inclusive no fim de setembro, pouco depois do aniversário, ela tem o Campeonato Brasileiro na cidade de São Paulo. Mas para isso é preciso aquela ajuda e hoje a equipe faz uma mobilização via internet chamada “Pra ele aparecer” na busca de apoio para os paratletas de Uberlândia.

Veja na reportagem de Vinícius Lemos

https://youtu.be/8uor5DmzREE

LEIA TAMBÉM!