ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Atlético-MG cochila e empata com a Ponte Preta no Brasileirão

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

O Atlético segue sem vencer no Campeonato Brasileiro. Na manhã deste domingo, no Independência, que recebeu grande público, o Galo saiu na frente da Ponte Preta com Robinho. Na volta do intervalo, o Alvinegro pareceu ter ficado no vestiário, levando dois gols em quatro minutos. O time de Roger Machado foi para cima, buscou o empate com Rafael Moura, mas saiu de campo vaiado pelo torcedor após o 2 a 2 com a equipe paulista.

Com o empate, o Galo soma dois pontos no Campeonato Brasileiro, ocupando a 15ª posição na competição. Já a Ponte, com quatro pontos, está em sétimo.

O foco do Atlético agora será na Copa do Brasil. Na quarta-feira, o Alvinegro recebe o Paraná precisando da vitória simples para avançar às quartas de final. No domingo, pelo Brasileirão, o Galo visita o Palmeiras, às 16h.

O jogo

O Atlético encontrou um adversário muito fechado no Independência. A Ponte Preta defendeu, na primeira etapa, com todo o time atrás da linha da bola. O Galo foi dono da posse de bola (chegou a ter 74% e terminou com 67%), mas não conseguia espaços para infiltrar dentro da área da Macaca.

Para conseguir criar chances, o Atlético tinha duas alternativas. A primeira seria na bola aérea. E o time quase marcou, aos 8’, com Fred, que completou cobrança de falta de Cazares com a cabeça e obrigou Aranha a fazer grande defesa.

Outra forma seria o contra-ataque. A Ponte teve um escanteio, Fred afastou da área e o Galo saiu em velocidade. Cazares virou a bola para Marcos Rocha, livre. O lateral, de primeira, virou para Robinho, também de primeira, abrir o placar no Horto: 1 a 0.

No segundo tempo, a Ponte voltou com Léo Artur no lugar de Ravanelli. A mudança deixou Lucca mais avançado e Lins pelo lado esquerdo do ataque. O Galo voltou agressivo e teve duas grandes chances com Cazares e Robinho, mas ambos pararam em grandes defesas de Aranha. Além de não marcar, o Atlético sofreu com a mudança tática do adversário.

Aos 2’, Lins lançou Wendel livre pelo lado esquerdo. O capitão da Ponte apenas rolou para Lucca, livre na segunda trave, empurrar para o gol e empatar: 1 a 1. Dois minutos depois, parecia replay. Lins tabelou com Léo Artur, que devolveu de letra. Livre, o atacante rolou para Lucca marcar mais um: 1 a 2.

Após os gols, Roger Machado tirou Adilson e Cazares para as entradas de Rafael Moura e Maicosuel. O time alvinegro foi para cima. Marcos Rocha e Maicosuel tiveram chances, mas desperdiçaram. A Ponte também criou suas chances e quase marcou com João Lucas e Lins.

E na pressão, o Atlético chegou ao empate. Marcos Rocha cobrou escanteio, Felipe Santana desviou e Rafael Moura completou para as redes: 2 a 2. O fim do jogo foi de alternativas. O Galo foi para cima e a Ponte teve duas chances claras para matar no contra-ataque. Na segunda, eram três contra Victor, que fez milagre chute de Nino Paraíba. Ao apito final, vaias para os jogadores do Atlético.

Superesportes

LEIA TAMBÉM!