Atlético-MG é goleado pelo Botafogo e está eliminado da Copa do Brasil

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

O Atlético segue sua sina de maus resultados na temporada 2017. Na noite desta quarta-feira, a mudança no comando não surtiu efeito. Diante de um organizado Botafogo, o amontoado atleticano foi goleado por 3 a 0 e está eliminado da Copa do Brasil. O time carioca reverteu a vantagem, depois de ter perdido no Independência por 1 a 0, e avançou à semifinal.

O Botafogo foi para cima no início do jogo e encontrou o gol que igualou as quartas de final. O Atlético teve a bola, mas, mais uma vez, não soube o que fazer com ela. Acabou castigado no fim da etapa inicial, com mais um gol. Na segunda etapa, o time mineiro teve a bola novamente, criou raras chances, mas acabou levando o tiro de misericórdia já no fim da partida.
Agora, o Galo volta às atenções para o Campeonato Brasileiro. São três jogos (Coritiba, Corinthians e Grêmio) até o duelo do dia 9 de agosto contra o Jorge Wilstermann, em casa, pela Copa Libertadores.
O jogo
Em sua estreia no comando do Atlético, Rogério Micale escalou o time com três jogadores de velocidade no ataque. A estratégia de tentar o contra-ataque, já que a equipe tinha a vantagem, acabou rapidamente. Logo aos 6’, após escanteio na área, Bruno Silva finalizou mal, mas a bola sobrou para Carli, livre, finalizar para o gol: 1 a 0.
O gol mudou o estilo programado para a partida. O Botafogo recuou e passou a esperar os erros do Galo para sair no contra-ataque. O Atlético teve a posse, mas, assim como em jogos anteriores, não soube o que fazer. O time tentou rodar a bola de um lado para o outro em busca de espaço, mas pouco conseguiu criar. Na melhor chance, Marcos Rocha finalizou para boa defesa de Jefferson.
O Botafogo passou a assustar nos contra-ataques, sempre nas costas de Marcos Rocha. O lado direito era uma avenida e Rogério Micale identificou. O técnico tentou corrigir, mas de nada adiantou. No fim da etapa inicial, Victor Luís recebeu pelo lado esquerdo, driblou Luan, que entrou de primeira, e cruzou na cabeça de Roger, que antecipou Gabriel e tocou para o fundo do gol: 2 a 0.
O Atlético voltou para o segundo tempo sem Robinho e Yago. Rafael Moura e Rafael Carioca entraram. No início da etapa final, o Botafogo continuou melhor, buscando o contra-ataque. Aos poucos, o Galo passou a evitar a pressão do adversário e sair para o jogo.
O Alvinegro conseguiu criar duas boas chances. Cazares recebeu lançamento de Marcos Rocha, tentou tocar por cima de Jefferson, mas o goleiro salvou com a cabeça. Na segunda, Fábio Santos cruzou e Rafael Moura cabeceou por cima. Atrás do centroavante estava Luan, livre e de frente para o gol, mas o camisa 13 subiu desequilibrado e não conseguiu marcar.
O Atlético pressionou até o fim, mas não conseguiu encontrar o gol que daria a classificação. Mas, num contra-ataque, o Botafogo matou o jogo. Após cobrança de falta no ataque do Galo, o time carioca saiu em velocidade, trocou passes e Gilson, livre, finalizou sem chances para Victor: 3 a 0 e Botafogo classificado.
Superesportes

LEIA TAMBÉM!