Atlético para em Vanderlei, leva golaço do Santos e volta a ser derrotado no Horto

Augusto Ikeda

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Augusto Ikeda

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Fonte: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press

O Atlético pressionou muito, tentou durante os mais de cem minutos de bola rolando no Horto, mas não conseguiu furar a defesa santista. Pelo contrário. Nos acréscimos do segundo tempo, levou belo gol de falta de Daniel Guedes e acabou derrotado pelo Santos por 1 a 0 no Independência.

O time alvinegro parou em Vanderlei, que fez grandes defesas e ainda pegou um pênalti de Fred. Do lado atleticano, Victor também pegou um pênalti, mas nada pôde fazer na falta de Daniel Guedes. No fim, vaias e gritos de ‘time sem vergonha’.

Com a derrota, o Galo perde a chance de se aproximar do G6, permanecendo com 17 pontos. Já o Santos chega aos 23 pontos e ocupa a vice-liderança.

O Galo volta a campo no próximo domingo, às 16h, contra o lanterna Atlético-GO, fora de casa. Já o Santos visita o Vasco no mesmo dia e horário.

O jogo

Roger Machado deixou Robinho no banco de reservas e escalou Marlone como titular. A mudança surtiu efeito e o camisa 92 mostrou muita disposição e movimentação em campo.

Na metade inicial do primeiro tempo, pressão intensa do Atlético para cima do Santos. O time da casa se impôs e foi para cima do adversário, criando chances e parando em boas intervenções de Vanderlei. A equipe mineira, no entanto, tentou muitos cruzamentos (30), sendo a maioria de forma equivocada (22).

Pelo lado paulista, a estratégia era esperar os erros do Galo e partir no contra-ataque, sempre com Bruno Henrique para cima de Marcos Rocha, que estava só na marcação do velocista. E numa dessas jogadas, aos 30’, o atacante foi derrubado pelo lateral-direito dentro da área. Pênalti. Na cobrança, Kayke bateu mal e Victor pegou firme, para alegria atleticana no Horto.

Depois, o Galo voltou a ficar em cima, criando chances com Cazares e Yago. Em novo contra-ataque, de novo Bruno Henrique, em velocidade, cruzou para Kayke, que parou em defesa de Victor e na trave. Já no último lance do primeiro tempo, foi a vez de Vanderlei brilhar mais uma vez. Marlone lançou Cazares, que foi derrubado na área por Leandro Donizete. Pênalti. Na cobrança, Fred caminhou lentamente e bateu rasteiro, mas o goleiro santista acertou o canto e fez a defesa.

O Atlético voltou para o segundo tempo com Valdívia na vaga de Yago, que estava jogando aberto pelo lado direito. E o Alvinegro voltou da mesma forma que iniciou o primeiro tempo: pressionando o Santos e buscando incessantemente o gol da vitória. No entanto, do outro lado, um inspirado Vanderlei.

O goleiro santista fez grandes defesas em chutes de Cazares e Valdívia. O Alvinegro mineiro não conseguia furar o bloqueio adversário. Para tentar mudar o panorama, Roger colocou Robinho e Rafael Moura nos lugares de Marlone e Fred.

Pelo lado do Peixe, Bruno Henrique fazia um carnaval para cima de Marcos Rocha. O atacante ganhou todas driblando o lateral-direito. No entanto, o Santos não conseguia aproveitar as boas jogadas de seu atacante.

A partir dos 30’, o Santos passou a viver um drama. O goleiro Vanderlei se machucou duas vezes, mas a equipe visitante não podia fazer mais substituições. O Atlético não aproveitou, não chutou a gol. E pagou caro por isso. Aos 49’, falta na entrada da área para o Peixe e Daniel Guedes colocou a bola no ângulo, sem chances para Victor: 0 a 1. No fim, vaias ao time alvinegro.

ATLÉTICO 0 X 1 SANTOS

ATLÉTICO

Victor, Marcos Rocha, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Yago (Valdívia), Elias e Cazares; Marlone (Robinho) e Fred (Rafael Moura)

Técnico: Roger Machado

SANTOS

Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Leandro Donizete (Alison), Thiago Maia e Vecchio; Thiago Ribeiro (Hernández), Bruno Henrique e Kayke (Serginho)

Técnico: Levir Culpi

Gol: Daniel Guedes, aos 48 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Vecchio, Daniel Guedes (SAN)

Motivo: 13ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: estádio Independência, em Belo Horizonte

Público: 12.949

Renda: R$ 333.473,00

Data e hora: quarta-feira, 12 de julho, às 19h30

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique – RJ (CBF)

Assistentes: Dibert Pedrosa Moises – RJ (CBF) e Michael Correia – RJ (CBF)

Superesportes

LEIA TAMBÉM!