Brasil enfrenta a Espanha em jogo que vale vaga para as quartas de final do Mundial de Handebol

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Henrique Teixeira, central. (Imagem: Divulgação/CBHb)

A partir deste sábado, 21, terá início a fase eliminatória do Campeonato Mundial Masculino de Handebol, na França. Nas oitavas de final, o Brasil terá a dura missão de enfrentar a Espanha, um adversário bastante conhecido, treinado pelo ex-técnico da Seleção Brasileira, Jordi Ribera, e que já jogou com a equipe nacional diversas vezes, principalmente em torneios amistosos. O confronto que define o futuro do Brasil na competição está marcado para às 17h45 (horário de Brasília) e terá transmissão dos canais SporTV e ESPN.

Independentemente de quem iria enfrentar nas oitavas de final, os brasileiros estavam conscientes de que não existe vida fácil na competição. Agora, o ponto que pode ser contra ou a favor é o fato dos próximos oponentes serem bastante conhecidos dos brasileiros. Além do comando de Jordi Ribera, a Espanha é o país tem o maior número de atletas que integram o elenco brasileiro em equipes. Dos 16 convocados por Washington Nunes, sete atuam em clubes espanhóis.

Após a primeira etapa, quando venceu a Polônia e o Japão, o Brasil sabe que, a partir de agora, a responsabilidade aumenta ainda mais e que a partida de amanhã irá exigir o máximo de todos. “Temos que jogar de igual para igual. Vamos enfrentar a equipe do Jordi, um grande amigo e parceiro por quem todos temos muito respeito. Não era essa a história que queríamos. Preferíamos encontrar a Espanha em outro momento, mas não teremos nenhum problema com relação a isso. Viemos para cá para mostrar que realmente estamos crescendo. Se chegamos as oitavas pela terceira vez consecutiva é porque provamos que somos capazes”, frisou o técnico Washington Nunes.

Nas duas edições anteriores do Mundial, os brasileiros foram eliminados nas oitavas de final. Desta vez, o objetivo, desde o início da competição, é ultrapassar essa barreira. Para isso, o grupo terá de trabalhar duro para passar pelos ‘hispanos’, campeões no Mundial de 2013, em casa. Para o armador Haniel Lângaro, principal arma brasileira nos chutes de fora da área, a concentração é um aspecto que é importante ressaltar. “O Jordi conhece bastante nosso time. Vai ser um adversário muito duro. Temos que ter total atenção. O Jordi sabe todos os nossos pontos fracos e fortes, então, com certeza, ele vai procurar neutralizar o que temos de melhor. Temos que nos preparar para fazer um bom jogo contra a Espanha, nos concentrarmos e acertarmos os detalhes”, disse o atleta que joga no clube espanhol Narurhouse La Rioja.

O central e capitão do Brasil na ausência de Thiagus Petrus, Henrique Teixeira, atleta da equipe Huesca, ressalta a união do grupo, que pode fazer toda a diferença. “Vai ser difícil enfrentar a Espanha. É um time de muita qualidade. Conhecer bem o Jordi pode ser bom para os dois lados. Sabemos as táticas que ele pode utilizar contra nós e ele sabe o que fazer para jogar contra o Brasil. A Espanha sempre vem para ficar entre as cabeças, mas já provamos que podemos, que somos capazes e, sobretudo, temos que estar juntos. O grupo unido é muito forte. São duas grandes Seleções.”

Ainda no sábado, 21, as oitavas de final contarão com três partidas. Às 13h, a Noruega enfrenta a Macedônia, às 15h, os donos da casa pegam a Islândia, e às 17h45, o duelo será entre Rússia e Eslovênia.

Programação

 

Jogos do grupo A

Quarta-feira, 11

França 31 x 16 Brasil

Quinta-feira, 12

Rússia 39 x 29 Japão

Polônia 20 x 22 Noruega

Sexta-feira, 13

Japão 19 x 31 França

Sábado, 14

Brasil 28 x 24 Polônia

Noruega 28 x 24 Rússia

Domingo, 15

França 31 x 28 Noruega

Brasil 27 x 24 Japão

Segunda-feira, 16

Polônia 20 x 24 Rússia

Terça-feira, 17

Noruega 39 x 26 Brasil

Polônia 26 x 25 Japão

Rússia 24 x 35 França

Quinta-feira, 19

Rússia 28 x 24 Brasil

França 26 x 25 Polônia

Japão 23 x 38 Noruega

Oitavas de final

Sábado, 21

13h – Noruega x Macedônia

15h – França x Islândia

17h45 – Rússia x Eslovênia

17h45 – Brasil x Espanha

Domingo, 22

Programação a ser confirmada

Seleção Brasileira

Goleiros – César Augusto de Almeida ‘Bombom’ (OIF Arendal-Noruega) e Maik Santos (AL-Rayyan-Qatar).

Armadores – Gabriel Ceretta Jung (FC Barcelona-Espanha), Haniel Lângaro (BM Naturhouse La Rioja-Espanha), José Guilherme de Toledo (Orlen Wisla Plock-Polônia), Leonardo Dutra (EC Pinheiros-SP), Oswaldo Maestro Guimarães (Anaitasuna-Espanha) e Thiago Alves Ponciano (BM Ciudad Encantada-Espanha).

Centrais – Henrique Teixeira (CB Huesca-Espanha) e João Pedro Francisco da Silva (Chambery Savoie Handball-França).

Pontas – Claryston David Cordeiro Novais (ADJF/Independência Trade-MG), Fábio Chiuffa (KIF Kolding Kobenhav-Dinamarca), Guilherme Torriani (Vegus/Guarulhos-SP) e Lucas Cândido (BM Guadalajara-Espanha).

Pivôs – Alexandro Pozzer (Fertiberia Puerto Sagunto-Espanha) e Rogério Moraes (WC Vardar-Macedônia).

Comissão técnica 

Técnico: Washington Nunes

Assistente técnico: Hélio Lisboa Justino

Treinador de goleiros: Diogo Castro

Preparador físico: Fernando Millaré

Fisioterapeuta: Gustavo Barbosa

Supervisor: Cássio Marques

CBHb

LEIA TAMBÉM!