Brasileiro: Flamengo vence e entra de vez na briga pela liderança

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

O Flamengo entrou de vez na briga pela liderança do Campeonato Brasileiro após derrotar o Fluminense por 2 a 1 nesta quarta (9) no estádio do Maracanã. Com este resultado, a equipe da Gávea assume a vice-liderança com os mesmos 17 pontos do líder Internacional, que enfrenta o Ceará nesta quinta (10) no Beira Rio.

Protesto contra a violência

Havia muita expectativa em torno do Fla-Flu desta quarta. Porém, antes de a bola rolar os jogadores das duas equipes ficaram parados, de braços cruzados, como forma de protesto contra a violência no futebol. A mobilização acontece após atletas do Figueirense serem agredidos por torcedores que invadiram o treino da equipe no último sábado (5).

Vantagem Rubro-negra

Porém, com a bola rolando, o que se viu foi um Flamengo que dominou as ações desde o início. Com isso, a equipe comandada pelo técnico espanhol Domènec Torrent abriu o placar logo aos 7 minutos. A equipe da Gávea fez boa trama pela direita, que terminou com cruzamento do lateral Isla. Arrascaeta finalizou de cabeça, e Muriel defendeu de forma parcial. O lateral Filipe Luís aproveitou sobra de bola, e bateu de primeira para marcar.

A equipe da Gávea continuou melhor na partida, mandando nas ações, enquanto o Fluminense apresentava muito pouco diante de um adversário claramente superior.

Assim, o segundo gol saiu ainda na primeira etapa. Após cobrança de falta de Arrascaeta da intermediária, Muriel voltou a rebater mal a bola, que sobrou para o atacante Gabriel Barbosa pegar de primeira, com força, para fazer 2 a 0 aos 33.

Na etapa final, o técnico Odair Hellmann promoveu algumas mudanças, e o Fluminense conseguiu melhorar um pouco.

O Tricolor chegou a marcar o gol de honra, já aos 47 com o zagueiro Digão de cabeça após cobrança de escanteio, mas nada que conseguisse criar grandes problemas para o Flamengo, que, com tranquilidade, garantiu a vitória final por 2 a 1.

Grande jogo na Vila

No outro jogo da nona rodada que teve início nesta quarta às 21h30, Santos e Atlético-MG brindaram a torcida com um grande futebol.

Mesmo jogando fora de casa, o Atlético começou melhor, pressionando o adversário e ditando o ritmo do confronto. Já o Santos apostava na velocidade de Marinho e Soteldo.

Até que, aos 15 minutos, acontece um lance que mudou os rumos do jogo. Mariano recua muito mal a bola. Marinho tenta chegar nela, mas o goleiro Rafael derruba o atacante na intermediária. O que leva à expulsão do defensor.

Com um jogador a mais, o Santos não demora a abrir o marcador. E o gol vem aos 21, quando o meia Arthur Gomes bate na saída de Victor (que entrou no lugar de Rafael).

Porém, mesmo com um a menos, o Atlético-MG não se acovarda e continua ofensivo. E a coragem da equipe mineira é premiada aos 34 minutos, quando Franco recebe de Sasha para empatar.

O jogo continua muito bom, com chances de lado a lado. E o Santos consegue voltar à vantagem ainda na primeira etapa, com Marinho, que apenas escora para o fundo do gol bola cruzada por Madson. 2 a 1 para o time da casa aos 38 do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Santos consegue chegar ao terceiro apenas nos acréscimos, quando Marinho marcou de pênalti para assumir a artilharia do Campeonato Brasileiro ao lado de Thiago Galhardo, do Internacional, também com seis gols. Final de partida, Santos 3, Atlético-MG 1.

Pênaltis perdidos

Em partida que iniciou às 19h30, o São Paulo empatou em 1 a 1 com o Bragantino no estádio do Morumbi, em partida com duas cobranças de pênaltis desperdiçadas pelos visitantes.

Após um primeiro tempo sem gols, o Bragantino abriu o placar aos 7 minutos da etapa final com Raul, que bateu de primeira após passe de Artur.

Aos 18 minutos o Bragantino tem a chance de ampliar a vantagem, mas Claudinho desperdiça cobrança de pênalti.

E aos 32 o São Paulo chega à igualdade, com Luciano, que vive fase artilheira no Tricolor.

Porém, aos 45 o juiz assinala novo pênalti para o Bragantino, mas Artur chuta na trave a chance da vitória.

Agência Brasil

LEIA TAMBÉM!