Brasileiros brilham na Liga Mundial de Surfe

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

No feminino e no masculino, atletas do Brasil conquistaram a quarta etapa do principal campeonato de surfe do mundo

Na madrugada desta segunda-feira (10), foi finalizado mais um evento do Championship Tour, da World Surf League (WSL), em Inglês, Liga Mundial de Surfe. E o Brasil saiu com o título tanto no naipe feminino, quanto no masculino. Em Margaret River, no Oeste Australiano, a gaúcha Tatiana Weston-Webb encarou na decisão a sete vezes campeã mundial, a australiana Stephanie Gilmore. Com um somatório de 16.23, a brasileira, que estará na Olimpíada de Tóquio, superou a heptacampeã, que somou 15.00, nas duas melhores notas. A porto-alegrense, de 25 anos, conquistou a segunda vitória na carreira, na elite mundial. A primeira vitória foi em 2016, na Califórnia.

Na sequência, os homens entraram na água para decidirem o título. O experiente surfista sul-africano, Jordy Smith, teve pela frente o paulista Filipe Toledo, o Filipinho, de 26 anos, natural de Ubatuba, local famoso por ser celeiro de talentos do surfe brasileiro. Dando show, Filipinho teve três notas acima de 8,00, com as duas melhores somando 17.40. O sul-africano não teve chances, e ficou com o vice, com uma somatória de 14.23. Esta foi a oitava vitória na carreira de Filipe Toledo. A última havia sido em 2018. Com o resultado, ele entra também na zona de classificação para as finais da Liga Mundial, que serão realizadas em setembro, com os cinco melhores surfistas da temporada.

Top 5 Feminino

1º Carissa Moore (Havaí)
2º Tatiana Weston-Webb (Brasil)
3º Stephanie Gilmore (Austrália)
4º Caroline Marks (Estados Unidos)
5º Tyler Wright (Austrália)

Top 5 Masculino

1º Gabriel Medina (Brasil)
2º Ítalo Ferreira (Brasil)
3º Filipe Toledo (Brasil)
4º John John Florence (Havaí)
5º Jordy Smith (África do Sul)

LEIA TAMBÉM!