Chutaço de longe de Matheusinho dá vitória ao vice-líder América em partida com polêmica de arbitragem no Arruda

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Jogadores do América comemoram belo gol de Matheusinho que garantiu vitória neste sábado Fonte: América-MG/Divulgação

O América voltou a vencer neste sábado. Após duas derrotas consecutivas na Série B do Campeonato Brasileiro, os comandados do técnico Enderson Moreira derrotaram o Santa Cruz por 1 a 0, em pleno Arruda, pela 28ª rodada da competição. A vitória por 1 a 0 se originou de um chutaço de Matheusinho, disparado já no segundo tempo de um jogo marcado por uma polêmica: um impedimento mal marcado que anulou um gol de Anderson Sales.

O triunfo faz com que o América volte à vice-liderança da Série B, com 51 pontos – três a menos que o Internacional. O Santa Cruz, por sua vez, segue afundado na zona de rebaixamento: 18ª posição, com 30 pontos.

As equipes voltam a campo no próximo sábado, às 16h30. O América receberá o Luverdense, no Independência. O Santa Cruz enfrentará o Figueirense, no Orlando Scarpelli.

América na defensiva

As posições na tabela da Série B pouco influenciaram as estratégias de Santa Cruz e América no início da partida. Mesmo tendo iniciado a rodada na antepenúltima colocação, os donos da casa partiram para uma verdadeira ‘blitz’ contra o ex-líder da competição.

Aos 6’, João Paulo recebeu a bola e, de dentro da área, exigiu bela defesa de João Ricardo. Apenas dois minutos depois, Yuri fez bela trama com Thiago Primão e cruzou na cabeça de Grafite, que finalizou por cima.

As ações do jogo se equilibraram após os 15 minutos iniciais. O quarteto ofensivo do América começou a trocar mais passes e, eventualmente, puxar contra-ataques. Num deles, Luan chutou com efeito de fora da área, mas não acertou o gol. Momentos depois, o atacante cabeceou em cima de Júlio César, que agarrou.

A partir daí, o jogo ficou concentrado nas duas intermediárias. As chances de gol minguaram, e as equipes erravam passes em sequência. O América apostava na transição rápida, mas pouco criava. O Santa Cruz, por sua vez, tinha mais a bola e insistia na movimentação de Grafite. Nenhuma dessas estratégias funcionou, e o primeiro tempo terminou sem gols.

Polêmica e golaço

O América retornou a campo para o segundo tempo disposto a atacar. A insistência nas bolas aéreas, entretanto, não deram resultado. Após ensaiar pressão nos primeiros dez minutos, o time mineiro voltou à rotação da primeira etapa.

O jogo amarrado persistia, com as duas equipes enfrentando dificuldade para atacar. Aos 26’, um lance para incendiar o jogo: Primão cobrou falta para Anderson Sales, que cabeceou para as redes. O arbitragem assinalou impedimento inexistente, em lance complicado para o assistente. Apenas o braço do zagueiro estava à frente do penúltimo defensor do América.

A partida ficou movimentada, e as equipes trocavam ataques. Em tabela com Renan Oliveira, Matheusinho recebeu a bola na intermediária e soltou a bomba. A bola foi no cantinho do goleiro Júlio César: 0 a 1.

A partir daí, o Santa Cruz tentou voltar a exercer a pressão feita no início da partida. No último lance do jogo, Anderson Sales bateu falta na trave. Mas as investidas não foram suficientes, e o América garantiu a vitória.

SANTA CRUZ 0 X 1 AMÉRICA

Santa Cruz: Júlio César; Nininho, Guilherme Mattis, Anderson Salles e Yuri; Derley, Wellington Cézar (Natan), Thiago Primão e João Paulo; André Luís (Bruno Paulo) e Grafite (Ricardo Bueno).

Técnico: Marcelo Martelotte

América: João Ricardo; Norberto (Ceará), Messias, Rafael Lima e Pará; Juninho e Ernandes; Matheusinho (Zé Ricardo), Ruy (Renan Oliveira) e Luan; Bill.

Técnico: Enderson Moreira

Gol: Matheusinho, aos 32 minutos do segundo tempo (América)

Cartões amarelos: Derley (Santa Cruz); Norberto e Matheusinho (América)

Motivo: 28ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Estádio: Arruda

Data e horário: sábado, 7 de outubro de 2017, às 19h (de Brasília)

Público: 9.083

Renda: R$ 54.775,00

Superesportes

LEIA TAMBÉM!