Cruzeiro cede empate ao Fluminense no Rio e perde chance de voltar ao G6 do Brasileiro

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Fonte: Rudy Trindade/ThemaPress/LightPress/Cruzeiro

O Cruzeiro perdeu boa oportunidade de retornar ao G6 do Campeonato Brasileiro ao empatar com o Fluminense por 1 a 1, nesta quinta-feira, no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita-RJ. O clube celeste até apresentou bom futebol em determinados momentos da partida, mas não manteve a constância necessária para sair vitorioso fora de casa. Sassá abriu o placar para a Raposa aos 35min da etapa inicial. Richarlison, cobrando pênalti, deixou tudo igual aos 41min.

Com o resultado no Rio de Janeiro, o Cruzeiro chega a 22 pontos e encerra a 15ª rodada em oitavo lugar. Já o Fluminense fica em nono, com 21.

No próximo domingo, às 16h, o time de Mano Menezes visitará o Avaí, na Ressacada. No mesmo horário, o Flu receberá o Corinthians, no Maracanã.

O jogo

Em time que está ganhando não se mexe, certo? Errado. Mano Menezes foi obrigado a modificar o Cruzeiro. Com desgaste muscular, Alisson ficou no banco de reservas. Quem entrou foi Lucas Silva. Assim, a equipe passou a atuar com três volantes, cuja proposta era cuidar da retaguarda para, posteriormente, explorar algum contragolpe.

Mas o Flu não exerceu pressão intensa sobre o Cruzeiro nos primeiros minutos. Até teve mais posse de bola na etapa inicial – 55% a 45% –, porém sem incomodar Fábio. A Raposa, por sua vez, soltou-se aos poucos. Em três chutes de longa distância – um de Henrique e dois de Thiago Neves –, obrigou Julio César a trabalhar.

Por fim, aos 35min, a jogada bem tramada resultou em gol. Diogo Barbosa lançou do campo de defesa, Elber desviou de cabeça e Thiago Neves dominou livre na ponta direita. Ao invadir a grande área, o camisa 30 tocou com a parte externa do pé esquerdo e encontrou Sassá na pequena área. O atacante completou para as redes e abriu o placar: 1 a 0.

A situação parecia tranquila para o Cruzeiro, que mostrava boa postura defensiva e atacava com qualidade. Contudo, um descuido de posicionamento permitiu ao Tricolor buscar o empate aos 41min. Wendel percebeu que Richarlison passava em velocidade nas costas de Lucas Romero e enfiou a bola em profundidade. O atacante do Flu ganhou a jogada e foi empurrado pelo argentino. Pênalti. O próprio Richarlison se encarregou da cobrança e deixou tudo igual: 1 a 1.

Na etapa complementar, o Cruzeiro esteve perto do segundo gol nos primeiros minutos. Aos 3min, Sassá não conseguiu alcançar o passe de cabeça de Lucas Silva, já dentro da pequena área. Aos 6min, Thiago Neves recebeu de Diogo Barbosa, driblou o marcador e finalizou na trave direita de Julio César.

Depois desses dois bons momentos da Raposa, o jogo caiu de produção. Mano Menezes precisou substituir Ariel Cabral e Sassá, que saíram sentindo dores, por Rafael Marques e Bryan. O treinador cruzeirense ainda acionou Raniel na vaga de Elber, mas as modificações pouco acrescentaram. Já o Fluminense teve a chance da vitória aos 36min. Lançado por Richarlison, Gustavo Scarpa apareceu cara a cara com Fábio, mas chutou para fora. Foi o último lance perigoso de um segundo tempo de pouquíssimas emoções no Giulite Coutinho.

FLUMINENSE 1X1 CRUZEIRO

FLUMINENSE

Julio César; Lucas (Mateus Norton, aos 34min do 2ºT), Frazan, Henrique e Leo; Orejuela, Marlon Freitas, Wendel e Gustavo Scarpa; Richarlison e Pedro (Marcos Calazans, aos 25min do 2ºT)

Técnico: Abel Braga

CRUZEIRO

Fábio; Lucas Romero, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Ariel Cabral (Rafael Marques, aos 15min do 2ºT), Hudson e Thiago Neves; Elber (Raniel, aos 31min do 2ºT) e Sassá (Bryan, aos 28min do 2ºT)

Técnico: Mano Menezes

Gols: Richarlison, aos 41min do 1ºT (FLU); Sassá, aos 35min do 1ºT (CRU)

Cartões amarelos: Richarlison, aos 34min do 1ºT. Marlon Freitas, aos 34s, Marcos Calazans, aos 38min do 2ºT (FLU); Lucas Romero, aos 39min 1ºT. Leo, aos 2min, Ezequiel (reserva), aos 37min do 2ºT (CRU)

Motivo: 15ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ)

Data: 20 de julho (quinta-feira)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS/CBF)

Assistentes: Jose Eduardo Calza (RS/CBF) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS/CBF)

Assistentes adicionais: Roger Goulart (RS/CBF) e Jonathan Benkenstein Pinheiro (RS/CBF)

Pagantes: 4.757

Presentes: 5.753

Renda: R$ 115.000,00

Superesportes

LEIA TAMBÉM!