Esportes

Cruzeiro desperdiça chances no segundo tempo e perde para o Corinthians: 1 a 0

Enviado por: Augusto Ikeda 15/06/2017

Fonte: Luis Moura/Estadão

O Cruzeiro não conseguiu tirar a invencibilidade do líder Corinthians e foi derrotado na noite desta quarta-feira por 1 a 0, na Arena Corinthians, em São Paulo, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O time celeste apresentou postura distinta nos dois tempos: no primeiro, ficou mais à defesa; no segundo, lançou-se de maneira intensa ao ataque. Só que a pressão cruzeirense na etapa complementar, quando já havia sofrido o gol – Balbuena, de cabeça, aos 42min da primeira parte –, não deu resultado. A bola passeou pela grande área corintiana, mas insistiu em não entrar. E o placar adverso fez a Raposa cair para o oitavo lugar, com 10 pontos. O Timão, por sua vez, disparou na liderança: agora soma 19, a quatro do vice-líder Grêmio, que enfrenta o Fluminense nesta quinta-feira, às 21h, no Rio de Janeiro.

O Cruzeiro tentará se recuperar no Brasileiro contra o Grêmio, na próxima segunda-feira, às 20h, no Mineirão. No domingo, às 11h, o Corinthians defenderá a liderança diante do Coritiba, no Couto Pereira.

Postura retraída no primeiro tempo

Com três volantes, a proposta de Mano Menezes para o time do Cruzeiro era clara: jogar com firmeza na defesa para tentar encaixar algum contragolpe. O primeiro objetivo foi cumprido com êxito durante quase todo o primeiro tempo. O Corinthians detinha o controle da posse de bola, mas não chegava com perigo à meta de Fábio. O goleiro precisou trabalhar somente num chute de Guilherme Arana, aos 23min. Porém, quando recuperava a redonda, a Raposa pouco produzia no ataque. Thiago Neves, Ábila e Rafinha – trio responsável pelas conclusões –, não exigiram intervenções de Cássio.

A etapa inicial caminhava para a igualdade, o que, no fim das contas, seria até de bom tamanho para o Cruzeiro. Entretanto, a bola parada favoreceu o Corinthians aos 42min do primeiro tempo. Em escanteio cobrado por Jadson, Balbuena – de 1,90m – teve facilidade na disputa com Diogo Barbosa, 11 centímetros mais baixo, e cabeceou para o fundo das redes: 1 a 0. Fábio poderia ter saído para abafar o lance, contudo, num instante de indecisão, ficou estático em cima da linha e apenas viu a bola entrar.

Pressão sem sucesso na etapa final

Diante da desvantagem no placar, não fazia sentido para Mano manter a equipe na retranca. Assim, ele substituiu Henrique por Alisson. E logo aos 4min, o camisa 11 protagonizou bom lance ao fintar Paulo Roberto e bater com perigo por cima do travessão. Dois minutos depois, o Cruzeiro desperdiçou sua melhor chance na partida. Por ironia do destino, com o artilheiro Ramón Ábila. Após bola desviada por Murilo em escanteio, o camisa 9 apareceu sem marcação na pequena área, mas chutou de canela, para cima do gol. As mãos no rosto e a expressão de decepção do argentino retrataram o tamanho da oportunidade perdida.

O Corinthians não ficou quieto e repetiu a jogada do gol no primeiro tempo. A diferença é que Pablo, colega de zaga de Balbuena, foi a bola da vez. Foram duas cabeçadas, respectivamente aos 12 e 13 minutos. Em ambas, Fábio fez grandes defesas.

No decorrer da etapa final, Mano Menezes soltou ainda mais o Cruzeiro com Rafael Sobis na vaga de Rafinha. A postura recuada dos primeiros 45 minutos deu lugar à pressão pelo empate. O problema é que o time insistiu muito em cruzamentos, tanto pelo lado esquerdo, com Diogo Barbosa e Alisson, quanto pelo direito, nos pés de Ezequiel. Bem postada, a defesa corintiana ganhou praticamente todos os lances. No fim das contas, Ramón Ábila reclamou bastante um lance em que foi puxado por Pablo dentro da grande área. O assistente adicional Eleno Gonzalez Todeschini, que poderia auxiliar o árbitro Leandro Pedro Vuaden, não viu a infração na jogada. E nos acréscimos, Cássio evitou o empate celeste ao espalmar a boa finalização de Sobis.

CORINTHIANS
Cássio; Paulo Roberto, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel (Clayson, aos 22min do 2ºT), Jadson (Giovanni Augusto, aos 30min do 2ºT) e Romero (Camacho, aos 44min do 2ºT); Jô
Técnico: Fábio Carille

CRUZEIRO
Fábio; Ezequiel, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Lucas Romero, Henrique (Alisson, no intervalo), Ariel Cabral, Rafinha (Rafael Sobis, aos 25min do 2ºT) e Thiago Neves (Rafael Marques, aos 39min do 2ºT); Ramón Ábila
Técnico: Mano Menezes

Gol: Balbuena, aos 42min do 1ºT (COR)
Motivo: sétima rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Arena Corinthians (Itaquerão), em São Paulo (SP)
Data: quarta-feira, 14 de junho de 2017
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (CBF-RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (CBF-RS) e Maurício Coelho Silva Penna (CBF-RS)
Assistentes adicionais: Roger Goulart (CBF-RS) e Eleno Gonzalez Todeschini (CBF-RS)
Cartão amarelo: Henrique, aos 16min do 1ºT (CRU)
Público: 30.465
Renda: R$ 1.462.205,40

Superesportes

Comentários...