Esportes

Cruzeiro domina, mas esbarra na trave e fica no empate contra o Vitória

Enviado por: Redação V9 19/11/2017

Foto: Maurícia da Matta / Vitória

Cruzeiro dominou, mas não venceu. Depois de iniciar o confronto contra o Vitória de maneira irregular e sair atrás no placar, a equipe celeste melhorou na partida, empatou e teve chances de vencer. Antes da igualdade, a Raposa já havia esbarrado na trave em três finalizações. No fim, no Barradão, empate por 1 a 1, com gols de David, para os donos da casa, e Alisson, para os visitantes.

Com o empate, o Cruzeiro alcança os 56 pontos e fica provisoriamente na quarta colocação na tabela. Isso porque o Santos enfrenta o Grêmio, na Vila Belmiro, e pode retomar a posição da Raposa. O Vitória fica estacionado na 16ª colocação, com 40 pontos, e pode terminar a rodada na zona de rebaixamento em caso de vitória da ponte Preta contra o Fluminense, no Maracanã.

Na próxima rodada, a penúltima da Série A do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro recebe o Vasco, às 17h, no Mineirão. Já o Vitória vai até Campinas enfrentar a Ponte Preta, no mesmo dia e horário, em duelo direto contra o rebaixamento.

O jogo – Precisando da Vitória para se afastar da zona de rebaixamento, o Vitória usou o início do confronto para pressionar o Cruzeiro. Forçando as jogadas pelas laterais, o Rubro-Negro conseguia espaços nas marcações de Bryan e Galhardo. A equipe celeste teve dificuldades para se encontrar na partida e só melhorou seu rendimento após sair atrás no placar.

Aos 19 minutos do primeiro tempo, Bryan tocou com a mão na bola dentro da área e o árbitro  Luiz Flávio de Oliveira marcou o pênalti. David foi para a cobrança, deslocou Fábio e abriu o placar para o Vitória. 1 a 0. O gol acordou o Cruzeiro, e o Vitória não conseguiu mais chegar com perigo. Foi a vez de a Raposa pressionar em busca do empate.

Com mais posse, os cruzeirenses tentavam as infiltrações pelo meio da defesa adversária, principalmente com Alisson e De Arrascaeta. A primeira boa chance celeste, no entanto, veio em cobrança de falta. Jonata disputou no alto e a bola sobrou próxima à linha de fundo. Leo conseguiu se esticar e finalizar na trave. Jonata se chocou com Patric na sequência, sofreu corte no rosto e precisou ser substituído por Elber.

Um minuto depois, funcionou a primeira jogada de infiltração celeste. Henrique recebeu ótimo passe de Lucas Romero e saiu cara a cara com Fernando Miguel. O volante cruzeirense chutou forte, a bola bateu no travessão e entrou por milímetros no gol rubro-negro, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Na sequência, com o Vitória acuado, o Cruzeiro manteve o domínio das ações, mas pecou nas conclusões com Rafinha e Elber, duas vezes.

No segundo tempo, o sol e o calor deram trégua, mas o duelo ficou morno. O Cruzeiro avançou suas linhas e trabalhava a bola na intermediária adversária. Os donos da casa se defendiam em bloco e tentavam sair em contra-ataques. Aos 17min, a Raposa conseguiu chegar com perigo. Bryan recebeu, entrou na área e mandou uma bomba que tocou no travessão e saiu.

Com mais posse de bola, o Cruzeiro tomava conta do meio-campo e dominava as ações do duelo, mas o Vitória levava perigo nos contragolpes rápidos. Aos 27min, David passou pela marcação celeste e tocou por cobertura. A bola saiu raspando no travessão. Três minutos depois, a equipe celeste chegou ao empate. Bryan fez cruzamento e Alisson, em bela cabeçada, mandou para as redes. 1 a 1.

Mano Menezes, que já havia trocado Messidoro por Rafinha, colocou o time ainda mais ofensivo. O técnico cruzeirense acionou Judivan para a vaga de Galhardo e a Raposa seguiu em cima do rival. A Raposa pressionou, mas não conseguiu o segundo gol e ficou no empate no Barradão.

Superesportes

Comentários...