Cruzeiro domina Vasco, volta a vencer no Campeonato Brasileiro e se aproxima do G6

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Foto: Rudy Trindade / Cruzeiro

Depois de quatro partidas sem vencer no Campeonato Brasileiro (empates com Flamengo, Fluminense e Vitória e derrota para o Avaí), o Cruzeiro finalmente reencontrou o caminho dos bons resultados ao bater o Vasco por 3 a 0 na noite desta quinta-feira, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time celeste precisou de pouco tempo para encaminhar o triunfo: marcou com Thiago Neves, aos 2min, e Sassá, aos 18min. A vitória tranquila foi reflexo de marcação consistente e entrosamento na troca de passes, sobretudo na etapa inicial. No segundo tempo, a equipe passou a maior parte do tempo controlando a vantagem e administrando a posse de bola. Mesmo em ritmo cadenciado, criou oportunidades de transformar o placar em goleada, que veio aos 42min, em belo lance do meia Robinho.

O triunfo no Rio de Janeiro fez o Cruzeiro pular do nono para o sétimo lugar (26 pontos), ultrapassando o próprio Vasco e o Botafogo – adversário de domingo, às 16h, no Mineirão, pela 19ª rodada. Se vencer o alvinegro da estrela solitária, a Raposa poderá encerrar o turno do Brasileiro no G6 – zona de classificação para a Copa Libertadores de 2018. Para isso, dependerá também de derrota do Sport (6º, com 28) para o líder Corinthians, às 19h de sábado, no Itaquerão, em São Paulo. O Vasco, que finalizou a 18ª rodada em nono, com 23 pontos, jogará no domingo, às 19h, contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli.
O jogo
Com quatro “caras novas” no time – Murilo, Bryan, Lucas Silva e Rafinha –, o Cruzeiro precisou de  pouquíssimo tempo para encaminhar a vitória sobre o Vasco. Logo aos 2min, Thiago Neves cobrou falta na diagonal, a bola passou por todo mundo e entrou no canto direito de Martín Silva: 1 a 0. Aos 17min, Sassá se aproveitou de bobeira de Rafael Marques, antecipou-se na jogada e acabou levando um chute do zagueiro. Pênalti. O próprio camisa 99 se encarregou da cobrança e fez 2 a 0, confirmando a fama de carrasco dos clubes cariocas – já havia marcado nos empates com Flamengo (1 a 1, no Mineirão) e Fluminense (1 a 1, no Giulite Coutinho). Demonstrando qualidade no toque de bola, a Raposa quase anotou o terceiro em Volta Redonda. Elber tabelou com Sassá, invadiu a grande área e chutou forte para boa defesa de Martín Silva. Já o Vasco não exigiu nenhuma defesa sequer do goleiro Fábio em 45 minutos. O único lance perigoso foi protagonizado por Escudero, em finalização de fora da área no começo da partida.
Na segunda parte, o Cruzeiro passou a controlar a posse de bola, com passes de lado e ritmo cadenciado. O Vasco, por sua vez, não ofereceu resistência alguma e até cedeu espaços. Com liberdade, o time mineiro avançou aos 9min em tabela de Bryan com Sassá. O lateral-esquerdo chegou cara a cara com Martín Silva e finalizou duas vezes. A bola só não entrou porque Rafael Marques salvou em cima da linha. Aos 12min, foi a vez de Elber chutar sem ângulo e exigir boa intervenção do goleiro uruguaio. No decorrer da etapa complementar, o técnico Mano Menezes colocou o armador Robinho e o atacante Rafael Sobis nos lugares de Elber e Thiago Neves. Depois, Raniel substituiu Sassá. A chance derradeira de transformar a vitória em goleada foi concretizada. Aos 42min, Robinho recebeu de Lucas Silva, driblou dois adversários em um só corte e bateu rasteiro na saída de Martín Silva: 3 a 0.
Superesportes

LEIA TAMBÉM!