Dorival Júnior espera arbitragem tranquila no clássico e minimiza polêmica com Jô

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Segundo Dorival Júnior, não existe motivo para que a arbitragem no clássico seja tensa. Fonte: Érico Leonan/sãopaulofc.net

O técnico do São Paulo, Dorival Junior, disse não estar preocupado com eventuais problemas na arbitragem do clássico de domingo com o Corinthians, às 11h no Morumbi. Para ele, polêmicas como o gol de mão marcado pelo corintiano Jô, no último domingo, contra o Vasco, devem ficar para trás.

“Não existe um motivo real para que a arbitragem no clássico seja tensa”, afirmou Dorival, que garante que a questão de fair-play envolvendo o centroavante da equipe adversária será “esquecida” assim que a bola rolar. Ironicamente, Jô enfrentará Rodrigo Caio, que o livrou de uma suspensão no Campeonato Paulista deste ano ao assumir a culpa por um lance pelo qual o atacante tinha levado um cartão amarelo.

“Sinceramente, a partir do momento que a bola rolar, tudo isso vai ser esquecido”, disse o treinador. “É normal que o assunto tenha sido batido, mas são coisas que acontecem. Não dá para penalizar um ser humano como o Jô por causa disso. Atitudes como a do Rodrigo deveriam ser mais frequentes, mas estamos vendo esse tipo de situação cada vez mais.”

Dorival defendeu a implantação de árbitro de vídeo no futebol brasileiro. Para ele, a medida é essencial para modernizar a arbitragem no Brasil, mas deve ser tomada antes do início de alguma competição – e não durante seu andamento, como chegou a ser cogitado pela CBF nesta edição do Brasileirão.

“É mais do que urgente o árbitro de vídeo. O futebol é o único esporte coletivo que não muda, e precisa mudar para melhorar as condições de todos que fazem parte dele. Não sou favorável a uma mudança dessas no meio de uma competição, mas tem que acontecer”, defendeu Dorival.

Superesportes

LEIA TAMBÉM!