Em tira-teima dos clássicos da temporada, Cruzeiro e Atlético se enfrentam no Mineirão

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Thiago Neves é referência do Cruzeiro na temporada. No Atlético, Robinho vem recuperando bom futebol Fonte: Alexandre Guzanshe e Ramon Lisboa/E.M/D.A. Press

Cinco encontros em 2017: duas vitórias do Cruzeiro (1 a 0 na Primeira Liga e 2 a 1 no Estadual), duas do Atlético (2 a 1 no Estadual e 3 a 1 na Série A) e um empate (0 a 0 no Estadual). O equilíbrio absoluto entre os rivais mineiros poderá ser quebrado neste domingo, às 17h, em clássico pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Mineirão. Enquanto a Raposa vê no duelo seu último grande compromisso na temporada, já que venceu a Copa do Brasil e tem vaga garantida na Libertadores de 2018, o Galo busca a reabilitação depois de sair derrotado por 3 a 2 para a Chapecoense em pleno Independência.

O time de Oswaldo de Oliveira, que ainda sonha com uma vaga no torneio sul-americano, está na 10ª colocação da Série A, com 38 pontos, e poderá ultrapassar o Atlético-PR. O Furacão tem a mesma pontuação, mas está na 9ª posição em função dos critérios de desempate. Já os comandados de Mano, hoje em 5º lugar, podem, em caso de vitória, igualar as pontuações de Grêmio (2º/50pts), Palmeiras (3º/50pts) e Santos (4º/50pts). Por causa do número de vitórias, no entanto, a Raposa só poderá ultrapassar o Alvinegro Praiano na tabela.

Cruzeiro

Mandante neste domingo, o Cruzeiro busca se recuperar no Brasileirão depois de perder por 1 a 0 para o Coritiba na última rodada. Até o compromisso no Couto Pereira, o time celeste mantinha invencibilidade de 13 jogos. Para o confronto, Mano Menezes tem à disposição o meia-atacante Alisson, que retorna depois de desfalcar a equipe no revés no Paraná. O camisa 11 se recuperou de desgaste muscular e foi confirmado na partida deste domingo.

Por outro lado, o treinador pode ganhar um problema de última hora. Rafael Sobis não participou do trabalho desse sábado, na Toca da Raposa II, e virou dúvida no Cruzeiro. Ele foi relacionado para a partida, mas sua presença entre os onze iniciais não está confirmada. Mano Menezes tem no banco de reservas o uruguaio Arrascaeta, que pode realizar a função de forma improvisada, ou Rafael Marques, atacante de ofício. O treinador destacou, ao longo da semana, a importância de vencer um duelo com o ‘tamanho’ do clássico com o arquirrival.

“O jogo é tão grande em si que essas coisas são insignificantes, umas horas a mais ou a menos de recuperação. Isso você passa batido pela motivação que é jogar um clássico desse tamanho. As duas equipes vêm de derrota, precisam voltar a vencer. No nosso caso estávamos sem perder há bastante tempo, mas as derrotas elas mostram que algumas coisas não estão tão bem. Felizmente a nossa apareceu lá, antes de um jogo importante, para nos alertar para algumas coisas. Tenho certeza que vamos retomar no domingo um futebol capaz de ambicionar a vitória num jogo tão importante”, disse.

Atlético

O Atlético também busca reabilitação. Na última quarta-feira, foi derrotado pela Chapecoense, por 3 a 2, no Independência, e se afastou de perto da zona de classificação para a Copa Libertadores. Neste domingo, o técnico Oswaldo de Oliveira, que vai comandar o Galo pela primeira vez no clássico mineiro, poderá contar com um importante retorno: Leonardo Silva. O capitão alvinegro, que se recuperou de lesão na coxa esquerda, treinou normalmente nos últimos dias e deve voltar à equipe na vaga de Felipe Santana.

Além do retorno de Leo, o técnico atleticano deve processar apenas mais uma mudança na equipe: Adilson, que foi poupado contra a Chapecoense, no lugar de Elias, expulso contra o time catarinense na última quarta. O restante da equipe deve ser o mesmo, com a manutenção do esquema com dois volantes e a permanência do equatoriano Cazares pelo lado direito do meio-campo alvinegro.

A aposta do treinador do Galo é na continuidade da equipe. Por isso, ele não cogita uma mudança de esquema, mesmo com a importância maior que tem o clássico contra o Cruzeiro. “Vai jogar da maneira que vem jogando nos jogos recentes, de postura. Nós não vamos mudar nada. A equipe tem que evoluir. Nós fizemos jogos bons e outros jogos que não foram tão bons. Temos que apostar na sequência, na continuidade para que possamos fazer jogos melhores”, disse.

CRUZEIRO x ATLÉTICO

Cruzeiro

Fábio; Ezequiel, Murilo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson e Henrique; Rafinha, Thiago Neves e Alisson; Rafael Sobis (Arrascaeta). Técnico: Mano Menezes.

Atlético

Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Roger Bernardo e Adilson; Cazares, Robinho e Valdívia; Fred. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Motivo: 30ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data e horário: 22 de outubro de 2017 (domingo), às 17h

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ/FIFA)

Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (RJ/FIFA) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ/CBF)

Superesportes

LEIA TAMBÉM!