Flamengo e Vasco não alteram placar no Maracanã e adiam objetivos no Brasileiro

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Resultado não foi bom para nenhum dos dois, que buscam uma vaga na Libertadores de 2018 Fonte: Gilvan de Souza/Flamengo

Flamengo e Vasco voltaram a disputar um clássico neste sábado, quase quatro meses depois de terem feito um jogo polêmico em São Januário, que terminou com vitória rubro-negra, o estádio todo quebrado e um morto. Desta vez, em duelo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, as duas equipes ficaram num empate sem gols no Maracanã.

O resultado não foi bom para nenhum dos dois, que buscam uma vaga na Libertadores de 2018. O Flamengo soma agora 47 pontos, mas permanece na sétima colocação, que lhe garantiria participar da pré-Libertadores. Já o Vasco está uma posição atrás com 44 pontos.

Na próxima rodada do Brasileirão, Flamengo e Vasco jogam no domingo, 5 de novembro. O Fla visita o Grêmio em Porto Alegre, e o Vasco recebe o Vitória no Maracanã.

Antes disso, no meio de semana, o Flamengo decide com o Fluminense uma vaga na próxima fase da Copa Sul-Americana contra o Fluminense, na quarta-feira.

O Jogo – Flamengo e Vasco fizeram um primeiro tempo morno no Maracanã, com muitas faltas e passes errados. O Rubro-Negro, com maior posse de bola e melhor nível técnico de seus jogadores, construiu as melhores chances de gol, mas assim como tem pecado em várias partidas, não conseguiu traduzir a superioridade em números no placar.

O Vasco, por sua vez, apostou na marcação da saída de bola do adversário e muita disposição. Nos primeiros 30 minutos, não ameaçou o gol de Diego Alves, mas passou a tocar a bola no chão e cresceu no final.

A primeira jogada de perigo foi aos 4. Fla avança em velocidade pela direita, Pará cruza rasteiro na área e Paquetá arma o chute, mas é travado por Pikachu.

Aos 18, Juan roubou bola na intermediária do Vasco e rolou para Diego. O meia tabelou com Paquetá e arriscou de longe, mas mandou longe do gol.

A melhor chance do primeiro tempo foi aos 25 minutos. Everton disparou pela direita e rolou rasteiro para a chegada de Paquetá na área. O atacante acertou chute de primeira da altura da marca do pênalti, de frente para o gol, mas errou o alvo e mandou pela linha de fundo.

Cinco minutos depois, outra chegada em velocidade do Flamengo. Pará avançou pela direita, rolou para Diego no meio e recebeu de volta na ponta. O lateral cruzou no segundo pau e Everton Ribeiro chutou de primeira, mas novamente a bola foi para fora.

O Vasco teve dois lances de destaque na primeira etapa. Aos 30, Nenê recebeu na frente da área pela esquerda, girou e soltou a bomba, mas a bola subiu muito e passou longe do gol de Diego Alves.

Três minutos depois, Andrés Rios recebeu no bico da área pela direita e tocou de calcanhar para a entrada de Madson. O lateral penetrou na área, mas quando tentou a conclusão, Rohodolfo chegou de carrinho e bloqueou o chute.

As duas equipes retornaram para o segundo tempo com os mesmos jogadores, mas a intensidade do jogo mudou. Fla e Vasco voltaram mais animados e em busca do gol. O Flamengo seguia com maior posse de bola e tentava pressionar o Vasco, que estava atento para armar o contra-ataque.

O Vasco teve sua melhor chance do jogo aos 15 minutos. Nenê lança Ramon na ponta esquerda, o lateral cruza na área, Rios domina e rola para trás para Nenê. O meia chuta de primeira e a bola, que não tinha a direção do gol, bate em Juan e vai natrave esquerda de Diego Alves.

Aos 22, Reinaldo Rueda faz duas substituições no ataque, para dar sangue novo e uma variação no estilo de jogo. Paquetá e Everton deixam o gramado para dar lugar a Vinicius Jr e Felipe Vizeu. O Vasco troca também aos 26: sai Yago Pikachu para a entrada de Gilberto.

Com as substituições, o Flamengo cresceu em campo e o Vasco recuou perigosamente. A pressão foi forte e o gol quase saiu. Aos 27, Vinicius Jr. rolou para Arão na intermediária do Vasco, e o volante disparou um balaço com endereço certo, mas Martín Silva voou e fez grande defesa. Trauco cobrou o escanteio pela esquerda no segundo pau e Juan cabeceou no pé da trave, mas pelo lado de fora.

Aos 36, Vizeu perdeu chance incrível. Bola de pé em pé da direita para a esquerda, Vinicius Jr. levanta na área e acha Vizeu livre o segundo pau, mas o centroavante cabeceia fraco e Martín Silva faz a defesa.

Aos 39, Ramon leva a pior numa disputa com Everton Ribeiro e sai na maca direto para o vestiário. Como já tinha feito as três substituições, a equipe de Zé Ricardo ficou com um a menos em campo até o final.

O Fla teve outra boa chance aos 42. Vizeu acionou Everton Ribeiro na direita e ele puxou o contra-ataque em velocidade, se livrou da marcação e devolveu para Vizeu tocar de peito para Diego na esquerda. O 10 do Fla entrou na área e bateu de esquerda, mas a bola desviou no marcador e foi pela linha de fundo.

A última chance do jogo foi aos 46, em cobrança de falta que Diego cobrou por cima do gol do Vasco.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 0 X 0 VASCO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 28 de outubro de 2018 (Sábado)
Horário: 19h(de Brasília)
Renda: R$ 739.775,00
Público: 24.813 (20.571 pagantes)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Cartões amarelos: Juan (Fla) / Wellington (Vasco)

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Rhodolfo, Juan e Miguel Trauco; Márcio Araújo, Willian Arao, Éverton Ribeiro, Diego e Everton (Vinicius Jr.); Lucas Paquetá (Felipe Vizeu)
Técnico: Reinaldo Rueda

VASCO: Martín Silva, Madson, Paulão, Anderson Martins e Ramon; Jean, Wellington, Mateus Vital, Nenê (Manga Escobar) e Yago Pikachu (Gilberto); Andrés Rios (Caio Monteiro)
Técnico: Zé Ricardo

Superesportes

LEIA TAMBÉM!