ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Futel celebra dez anos do projeto ‘Dançando no Parque’

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Enquanto o mundo comemora o ‘Dia Internacional da Dança’ neste sábado (29), a Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel) celebra os dez anos de implantação do ‘Dançando no Parque’. O projeto oferece aulas de dança de salão sempre de segunda à quinta, no quiosque principal do Parque do Sabiá e atende mais de 200 alunos. Coordenado pelo professor de dança, Mauro José de Souza, o programa leva aprendizado e aperfeiçoamento em estilos como bolero, forró, salsa e samba de gafieira.

“A dança é saudável não só para o corpo, mas também para a mente e este é um projeto social que entende essa importância e é aberto à comunidade, sem custo nenhum. Trata-se de uma oportunidade que as pessoas têm para combater a timidez e, além disso, é um excelente instrumento de socialização e melhora das relações interpessoais. E é por esses motivos e muitos outros que convidamos as pessoas para vir ao parque dançar conosco”, disse.

De parceiros de dança a casal apaixonado

Desde a sua implantação em 2007, o projeto ‘Dançando no Parque’, tem aproximado pessoas como Nalvo Lemes e Cristiane Gonçalves. Os dois se conheceram há pouco mais de cinco anos, ficaram mais próximos durante as aulas do projeto e se casaram. “Eu já frequentava a dança quando conheci o Nalvo. Em uma conversa, consegui convencê-lo a frequentar o curso, ele veio e logo nos casamos. Não há dúvida que a dança nos juntou ainda mais”, disse Cristiane.

Para Nalvo Lemes, além do amor por Cristiane, dançar trouxe outros benefícios. “Minha saúde é outra, já não sou tão tímido e além disso tenho um casamento feliz, onde compartilhamos coisas que gostamos, como a dança por exemplo”, destacou.

Zumba

Outro tipo de dança praticada diariamente por mais de 250 pessoas no Parque do Sabiá é a zumba, que mescla estilos latinos (como o samba, salsa, merengue, mambo e reggaeton, ou até mesmo hip hop e dança do ventre) com exercícios próprios do treino cardiovascular. A atividade acontece de segunda à sexta, às 18h30, de frente ao palco instalado próximo à lagoa do parque. O principal objetivo da atividade é melhorar o condicionamento físico dos praticantes.

“Além da questão física, a zumba contribui também na parte estética. As pessoas se soltam mais, fazem novas amizades e adquirem confiança. Quem dança, com certeza é mais feliz”, acrescentou a professora de dança da Futel, Karine Fernandes.

Venha dançar no Parque!

Horários

Terças e quartas – Iniciante (dança de salão) – 8h30 e 10h

Terças e quartas – Intermediário (dança de salão) – 9h30 e 10h

Segundas e quartas – Iniciante (dança de salão) – 18h30

Segundas e quartas – Intermediário (dança de salão) – 19h30

Quintas – Prática dançante (dança de salão) – 19h

Segunda a sexta-feira (zumba) – 18h30

Prefeitura de Uberlândia

LEIA TAMBÉM!