Libertadores e Mineiro: Cruzeiro já conhece calendário do primeiro semestre de 2018

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Presidente Wagner Pires de Sá e vice de futebol Itair Machado já estão trabalhando de olho em 2018 Fonte: Reprodução/Instagram

O título do Campeonato Brasileiro é algo pouco palpável ao Cruzeiro, distante 11 pontos do líder Corinthians, restando sete rodadas para o fim da competição nacional. Então, nada mais natural do que fazer um planejamento com antecedência de olho em 2018.

A nova diretoria já tem ciência de como se desenhará o primeiro semestre da próxima temporada. A Conmebol e a Federação Mineira de Futebol (FMF) divulgaram os calendários sul-americano e regional, respectivamente. O mesmo ocorreu com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em relação às competições nacionais.

A Copa Libertadores começa em janeiro. Como campeão da Copa do Brasil, o Cruzeiro, contudo, só entra na fase de grupos, marcada para o fim de fevereiro. Os classificados para as oitavas devem ser conhecidos em maio, data da última rodada.

As datas dos confrontos só serão conhecidas após sorteio da Conmebol, que deve ocorrer no fim do ano, para definir os grupos.

Certo é que o clube precisará acelerar a pré-temporada, pois o Estadual começará em 17 de janeiro, 12 dias antes do pontapé inicial neste ano. Foi no dia 29 de janeiro que o Cruzeiro jogou o 1º jogo da fase inicial do Campeonato Mineiro de 2017, contra o Villa Nova, no Mineirão. O Mineiro terá 16 datas – a novidade será a volta das quartas de final – e tem previsão de acabar no dia 8 de abril.

Por causa da Copa do Mundo, o calendário do Campeonato Brasileiro também será antecipado. Se nesta temporada a Série A teve início no dia 13 de maio, em 2018 será em 15 de abril. Durante o Mundial, não haverá jogos do Nacional.

Por outro lado, a tendência é que a Copa Primeira Liga ocorra durante a Copa do Mundo, para que os clubes não percam o ‘pique’ durante o Mundial. Se não houver consenso entre os clubes, a competição pode ficar fora do calendário de 2018.

Superesportes

LEIA TAMBÉM!