Na volta de Gabi, Seleção Brasileira perde amistoso para os Estados Unidos

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Fonte: Divulgação/CBV

Na volta da ponteira Gabi às quadras, a Seleção Brasileira Feminina de vôlei não resistiu aos Estados Unidos e perdeu o primeiro de dois amistosos em Anaheim por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/14 e 29/27, em 1 hora e 17 minutos, na noite de domingo. As equipes ainda disputaram mais uma parcial, sendo que ela foi vencida pelas brasileiras por 25/22.

Tandara se destacou pelo Brasil com 14 pontos, três a mais do que Natália. Já a oposto Drews brilhou pela seleção dos Estados Unidos com 18 acertos. Mas o amistoso acabou sendo especial mesmo para Gabi, afinal, por causa de uma lesão, não disputava uma partida desde a final da Superliga.

Roberta, Tandara, Gabi, Natália, Bia, Carol e a líbero Suelen começaram a partida como titulares. Além disso, o técnico José Roberto Guimarães promoveu as entradas de Naiane, Monique, Amanda e Rosamaria durante o amistoso.

“Essa partida foi importante por termos enfrentado uma das melhores equipes do mundo que tem um jogo rápido e com muito volume de jogo. Aprendemos que precisamos ter um número menor de erros, além de sermos mais consistentes. Foi bom ter voltado a jogar depois de alguns meses e foi uma boa preparação para a Copa dos Campeões. Agora vamos buscar fazer um jogo melhor na terça-feira”, disse Gabi.

O segundo amistoso entre as seleções do Brasil e dos Estados Unidos vai ser disputado nesta terça-feira, às 23h30 (horário de Brasília). E esses compromissos servem como preparação para a Copa das Campeões, que vai ser disputada de 5 a 10 de setembro em Tóquio e Nagoya, no Japão. O torneio contará com as participações de Brasil, Estados Unidos, Rússia, Japão, China e Coreia do Sul, sendo que a seleção dirigida por Zé Roberto é a atual campeã.

O Brasil faturou o título das três competições que disputou nesta temporada: Torneio de Montreux, Grand Prix e Sul-Americano, conquista que valeu a vaga no Mundial de 2018.

Superesportes

LEIA TAMBÉM!