Presidente da LUF fala de suas expectativas para a edição 2017 do Campeonato Amador

Augusto Ikeda

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Augusto Ikeda

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Em entrevista para a TV Vitoriosa, o presidente da Liga Uberlandense de Futebol (LUF), Renato Batista, comentou a respeito de suas expectativas para a edição 2017 do Campeonato Amador.

Sobre a primeira rodada do certame, que ocorreu no final de semana passado, o presidente acredita que apesar de todas as dificuldades, ela foi sucesso.

“A primeira rodada é a mais difícil pra liga, para as agremiações, para os dirigentes, por que você colocar um time dentro de campo é muito difícil. Mas dentro da expectativa do que nós esperávamos, tudo ocorreu da melhor maneira possível”, disse.

Recorde de inscritos e disputa acirrada

A edição 2017 do Campeonato Amador de Uberlândia bateu o recorde de inscritos: 50 equipes, distribuídas nas duas divisões da liga.

No ano passado, a LUF optou por extinguir a terceira divisão, o que segundo as próprias palavras de Renato Batista, deixou a divisão de acesso ainda mais equilibrada e disputada.

“Com a mudança, criando apenas duas divisões, fez com que a divisão de acesso tivesse a oportunidade de ter 30 agremiações e a divisão especial com 20. Isso criou um equilibro muito grande”, afirmou.

O presidente também acredita ser difícil apontar uma equipe favorita para o título da divisão especial.

“Tem quatro anos que estamos à frente da liga e são quatro campeões diferentes. Este ano não arriscaria, de maneira nenhuma, uma equipe favorita. Tenho a absoluta convicção de que, no mínimo, 50% das equipes que estão participando da divisão especial entram nessa disputa em condições de disputar o título”, comentou.

Informações no local: Carlos Vilela

LEIA TAMBÉM!