São Paulo pode atingir quarta vitória seguida no Campeonato Brasileiro após três anos

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
São Paulo encara a Chapecoense, nesta quinta-feira, no Pacaembu, pela sua quarta vitória consecutiva Fonte: Érico Leonan/sãopaulofc.net

Ao mesmo tempo em que vai afastando o risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o São Paulo tenta quebrar tabus na competição. Diante da Chapecoense, nesta quinta-feira, no Pacaembu, a equipe buscará atingir a sua quarta vitória consecutiva, o que não ocorre desde 2014.

Na ocasião, o Tricolor de Muricy Ramalho derrotou Vitória, Palmeiras, Internacional e Santos, entre os dias 10 e 24 de agosto. O jogo diante dos baianos, inclusive, marcou a reestreia de Kaká no Morumbi. Naquele ano, o São Paulo terminou com o vice-campeonato brasileiro, ficando atrás somente do Cruzeiro.

Em 2015, quando ficou com o quarto lugar do torneio nacional, o time do Morumbi, então treinado pelo colombiano Juan Carlos Osorio, teve como melhor sequência os triunfos sobre Santos, Grêmio e Chapecoense. No ano passado, no entanto, o máximo que a equipe atingiu foram duas vitórias consecutivas.

Na atual edição, os comandados de Dorival Júnior vêm fazendo uma campanha de recuperação com as recentes vitórias seguidas sobre Flamengo (2 x 0), Santos (2 x 1) e Atlético-GO (0 x 1). A seis rodadas do fim do Brasileiro, o São Paulo ocupa o nono lugar, com 43 pontos, oito acima da zona de descenso e apenas quatro abaixo do G7.

Para efeito de comparação, o São Paulo terminou as 19 partidas válidas pelo primeiro turno do Brasileiro na 17ª posição, com 19 pontos, cinco a menos em relação aos 13 jogos disputados na segunda metade da competição, da qual é o vice-líder – perde para o Cruzeiro apenas no saldo de gols.

Para o confronto com a Chapecoense, o técnico Dorival Júnior não terá o meia Christian Cueva e o versátil Éder Militão à sua disposição. O primeiro, que está a serviço da seleção peruana na repescagem para a Copa do Mundo de 2018, deverá ser substituído por Lucas Fernandes ou Shaylon. Já o segundo, com um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda, dará lugar a Araruna na lateral direita.

Superesportes

LEIA TAMBÉM!