Geral

Após assembleia, funcionários da FAEPU decidem entrar de greve na próxima quarta-feira

Enviado por: Augusto Ikeda 18/12/2017

Imagem: Rafael Crosara/Reprodução TV Vitoriosa

Em assembleia realizada na manhã desta segunda-feira, 18, os funcionários da Fundação de Assistência, Estudo e Pesquisa de Uberlândia (FAEPU), que faz parte do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) decidiram entrar de greve caso os salários referentes ao mês de novembro e o 13º salário não sejam pagos até a próxima quarta-feira, 20.

A representante dos funcionários da Faepu, Luciana Santos, explicou que mais de 1500 pessoas estão sendo afetados pela falta de pagamento, e que as atividades já estão paralisadas desde a última sexta-feira, 15.

“No momento, nós vamos continuar paralisados até que seja cumprido o prazo de 48 horas de notificação da empresa. E a partir do momento desse prazo, estamos em estado de greve até a quitação de todos os nossos salários e 13º que estão atrasados”, explicou Luciana.

Todas as categorias da fundação devem aderir à greve. E seguindo o que é determinado por lei, 30% dos funcionários irão manter em funcionamento os serviços de urgência e emergência. Já os demais devem ser afetados, como os ambulatórios, de acordo com Luciana.

“Os serviços ambulatoriais, que são os serviços eletivos, que no caso, não são tratados como urgência e emergência, tem essa questão de poder esperar. Cirurgias eletivas, exames ambulatoriais, consultas, essa parte ambulatorial. A parte de urgência e emergência, pronto-socorro, clínica e internação é a área que vamos estar cobrindo com os 30% do pessoal que vai estar trabalhando”, disse Luciana.

Caso os pagamentos ocorram pelos próximos dias, a paralisação ou a possível greve serão encerradas imediatamente.

Informações: Vinícius Lemos

Comentários...