Bordadeiras transformam pontos turísticos em peças artísticas

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Durante quatro meses, alguns dos principais espaços turísticos do município foram retratados ponto a ponto no projeto Bordando Histórias de uma Cidade. Hoje (12), a iniciativa foi finalizada no Museu Municipal, com a entrega dos últimos certificados aos participantes. A ação contemplou 50 pessoas e foi apoiada por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Pmic).

Além do Museu, as aulas aconteceram na Oficina Cultural e Biblioteca Sesi Indústria do Conhecimento. Entre os locais retratados, estão a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, o Palácio dos Leões, a Casa da Cultura, o Coreto da Praça Clarimundo Carneiro e o Mercado Municipal.

A responsável por conduzir os ensinamentos sobre a técnica conhecida como Bordado da Vovó foi Dina Justino. “Foram excelentes esses meses. O empenho das participantes foi ótimo, todo mundo adorou o bordado. Ver o sorrido delas a cada dia foi muito gratificante”, ressaltou.

Aos 63 anos, Eleusa Gervásio relatou como a experiência fez bem para a sua vida. “Foi uma surpresa para mim. Achei que não tinha capacidade de aprender a bordar, mas queria enfrentar meus desafios e consegui. Agora, quero vir em outros cursos e aprender cada vez mais. Não teria remédio melhor para a minha autoestima”, destacou.

Ana Maria de Assunção, de 61 anos, conta que o curso foi marcante pela socialização. “Foi uma grande diversão. A gente se encontrava, conversava, trocava experiências, aprendia a bordar e compartilhava novidades com o grupo. Foi um encontro de amizade. Ajuda a fortalecer as pessoas. Se tinha alguém que não estava feliz no dia, saía sorrindo”, contou.

Prefeitura de Uberlândia

LEIA TAMBÉM!