Centro de Psicologia da UFU oferece psicoterapia gratuita para profissionais da linha de frente contra a Covid-19

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Projeto vai disponibilizar aos beneficiados oito sessões gratuitas e individuais, realizadas remotamente

O Centro de Psicologia da Universidade Federal de Uberlândia (Cenps/UFU), vinculado ao Instituto de Psicologia (IP/UFU), está oferecendo tratamento psicoterápico gratuito para profissionais da saúde que estejam trabalhando na linha de frente contra a Covid-19. Essa ação se configura como estágio obrigatório para alunos do curso de Psicologia, que foram devidamente orientados e treinados para realizar essa atividade.

 

Ao todo, serão oito sessões gratuitas de psicoterapia, oferecidas de maneira individual e on-line, uma vez por semana e com uma hora de duração. Para se inscrever, o interessado deve enviar um e-mail para [email protected], demonstrando o interesse em participar da atividade, com os seguintes dados:

Nome completo;

Telefone para contato;

Idade;

Horário disponível;

E-mail para contato;

Local de trabalho.

De acordo com Renata Ferrarez, supervisora e orientadora do estágio, a ideia de realizar essa ação surgiu a partir de leituras de artigos científicos que comprovam que a pandemia desencadeia, com maior frequência, ansiedade, depressão, estresse e transtornos do estresse pós-traumático em profissionais de saúde que atuam durante esse período. Dessa forma, a abordagem psicoterápica utilizada durante as sessões será a cognitivo-comportamental, dado que ela é focada no problema atual do paciente.

Ferrarez comenta que este tipo de terapia pode auxiliar os trabalhadores da saúde para além da questão profissional. “As sessões psicoterápicas visam à diminuição do estresse e à regulação das emoções. Com essas terapias, será possível promover o bem-estar e qualidade de vida nas mais diversas áreas da vida desses profissionais”, enfatiza.

O atendimento será realizado por ordem de inscrição no Cenps, sem limitação de vagas e período estipulado para inscrições. “Por se tratar de psicoterapia breve, a ação buscará atender o maior número possível de profissionais da saúde”, revela Renata Ferrarez.

Fonte: Portal Comunica UFU

LEIA TAMBÉM!