Geral

Confira dicas para um belo churrasco, quantidade, peças e carvão

Enviado por: Redação V9 25/04/2017

Você sabia que 24 de abril é comemorado o Dia do Churrasco? Estabelecida em 2003, a data relembra a inauguração do primeiro Centro de Tradições Gaúchas do Rio Grande do Sul, o 35 CTG, no final dos anos 40. Pensando nisso, que tal saber a quantidade certa, quais peças e qual carvão utilizar para melhorar o que já é bom?

Churrasqueira acesa, carne temperada, bebida gelada, família e amigos. Confira 12 dicas para surpreender os convidados e fazer bonito em frente à grelha.

Quantidade
• Calcule em média 400g de comida por pessoa (ou 500g para cada homem, 400g para mulheres e 350g para crianças), incluindo nessa conta as carnes, linguiças e frangos. Não se esqueça dos queijos, pães de alho. No entanto, se o seu churrasco irá durar o dia todo, dobre a quantidade. Entre 700 e 800g por pessoa deverá ser o ideal.

Carvão
• Prefira o carvão de eucalipto. Além de segurar a brasa por mais tempo, é a opção mais ecológica, emitindo menos fumaça.
• Muito cuidado na hora de acender. Prefira utilizar álcool gel e evite produtos que possam gerar combustão.
• Tenha paciência. Espere para colocar as carnes na churrasqueira depois que o carvão estiver meio esbranquiçado. É quando a brasa estará mais quente. Isso deve levar entre 30 e 40 minutos.

Linguiça
• Quando a grelha estiver quente o bastante, inicie pelas linguiças. A gordura derretida das peças ajudará a manter o fogo aceso e na altura certa para as carnes que virão depois.

Picanha
• A picanha costuma ser a grande protagonista quando o assunto é churrasco, e por isso merece atenção especial. É uma das partes mais macias e suculentas do boi, também uma das carnes mais procuradas em churrascarias brasileiras no exterior.
• Na hora de escolher a peça no mercado ou no açougue, lembre-se que ela não deve pesar mais de 1,5kg. Caso esteja comprando uma peça mais pesada que isso, o consumidor provavelmente estará levando carnes menos nobres junto com sua picanha. Se este não for um problema, tudo bem.
• Antes de colocar sobre o fogo, faça cortes na mesma direção da fibra, o que deixará a picanha ainda mais macia. Por ser uma peça grande, corte em três partes para acelerar o processo e tempere a peça apenas com sal grosso.
• Se preferir servir em bifes, faça os cortes na mesma direção das fibras. Assim, quando o bife for servido, os convidados farão os cortes de forma perpendicular.
• Comece assando a picanha com a capa de gordura para cima por alguns minutos na parte mais quente da churrasqueira. Isso fará com que a gordura se derreta e deixe a peça mais suculenta. Ao virar a peça, mova-a para o lado menos quente. Isso reduzirá as chances de estragar uma carne nobre.

Outras opções
• Experimente alimentos diferentes. Peixe defumado é uma opção excelente. Escolha um peixe de carne mais firme. Sardinha, tainha, truta e salmão são excelentes opções. Tempere com pimenta, limão e AJI-SAL® Tradicional.
• Não tenha medo de ousar. Frutas e legumes podem ficar bem saborosos na churrasqueira. Aposte em pêssegos, abacaxis, cebolas, tomates, batatas, berinjelas etc.

Dicas da AJI-SAL®, Ajinomoto do Brasil

Comentários...