Cratera com 30 metros de diâmetro aparece em fazenda de Coromandel e é analisada pela UFU

Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Foto: Divulgação – internet

Uma grande cratera, que surgiu na madrugada do dia 6 de novembro em uma propriedade rural entre os municípios de Coromandel e Vazante, no Alto Paranaíba, é analisada por geólogos da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Imagens do fenômeno circulam nas redes sociais. De acordo com os especialistas, o buraco pode se tratar de uma dolina, que apresenta diâmetro de aproximadamente 30 metros e é um fenômeno comum no município de Vazante, próximo a Coromandel.

Ainda conforme avaliação dos geólogos as dolinas aparecem por causa de uma dissolução de rochas calcárias, predominantes naquela região. Com essa dissolução, a terra cede gradativamente, formando buracos que podem ter poucos metros de profundidade ou chegar a mais de 20 metros de fundura.

Segundo informações, o proprietário disse que a dolina surgiu de repente. Ainda não se sabe se é seguro chegar na borda do buraco para medir a profundidade, pois é possível que a terra ainda ceda mais.

O local era usado apenas para plantio de soja, portanto descarta-se que a ação humana tenha provocado a cratera. Também é descartada a hipótese de queda de meteorito, pois neste caso, a terra foi engolida, e não jogada para fora.

Prefeitura de Coromandel analisa cratera

Em nota publicada no perfil oficial do facebook, a Prefeitura de Coromandel informou que o secretário de Meio Ambiente, Renato Sucupira, foi até o local para verificar a real situação. O proprietário da fazenda interditou o local para evitar acidentes.

https://www.facebook.com/adm2017.2020/photos/a.695241053976944.1073741828.694485880719128/855589961275385/?type=3&theater

LEIA TAMBÉM!