Geral

Dona de casa alega que perdeu o filho após demora em transferência da UAI Martins para o HC-UFU

Enviado por: Augusto Ikeda 25/11/2017

A dona de casa Terezinha de Jesus é mais uma mulher que reclama do atendimento que recebeu na UAI do Bairro Martins. Ela estava grávida e seu filho faleceu após alegar que ela demorou para ser transferida do posto de saúde para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU).

Terezinha disse para a reportagem da TV Vitoriosa que teve uma gravidez tranqüila e quando estava com 41 semanas de gestação, procurou a UAI Martins para poder realizar o parto do filho, já que estava sentindo dores. Ela disse que levou dois dias para ser transferida para o HC. Assim que chegou ao hospital, os médicos logo perceberam a urgência do caso e realizaram o parto.

O bebê nasceu no último dia 7, mas devido a diversas complicações no parto. Ele ficou internado, mas acabou falecendo três dias depois. Segundo a dona de casa, o filho faleceu por conta de líquido nos pulmões e hemorragia cerebral.

“Quem pega os laudos e vê o que os médicos falaram, o que relatam, é que passou da hora. Se tivessem me transferido, meu neném tava aqui comigo”, disse Terezinha.

A dona de casa registrou Boletim de Ocorrência junto à polícia e disse que vai procurar a justiça. “Tô revoltada por que até quando quantos bebês vão ter de morrer pra poder tomar uma atitude? Tô tomando providências pra que não aconteça com outras mães. Hoje to aqui pra buscar justiça por que o que fizeram é inaceitável”, afirmou Terezinha.

Informações: Kátia Medeiros

Comentários...