Equipes da Cemig fiscalizam postos de combustíveis em busca de irregularidades

Augusto Ikeda

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Augusto Ikeda

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Quatro equipes da Cemig estão fiscalizando 60 postos de combustíveis de Uberlândia para verificar qualquer tipo de anormalidade e coibir ações fraudulentas. A concessionária acredita que em 2016, ligações irregulares e clandestinas causaram um prejuízo de 300 milhões de reais.

O processo de inspeção é feito em duas etapas: primeiro no visual, e segundo através de testes. Um deles, por exemplo, é feito com um aparelho chamado de endoscópio, que pode verificar ligações irregulares dentro de canos de tubulação.

“O objetivo é identificar irregularidades do consumidor onde haja fraude ou furto de energia elétrica”, explicou o agente comercial Sílvio Teodoro.

A escolha dos postos é baseada em medições realizadas pelo chamado Centro Integrado de Medição da Cemig, que é responsável por detectar qualquer tipo de anomalia ou irregularidades nos imóveis. Dos 60 estabelecimentos escolhidos, a concessionária acredita que metade deles pode estar irregular.

“O eletricista faz uma checagem na caixa de medição, procurando algum indício de violação do medidor, ou tentando identificar o mau funcionamento do aparelho. Isso é o que a gente chama de fraude na medição”, disse Sílvio.

A reportagem da TV Vitoriosa acompanhou o trabalho de fiscalização em dois postos. Em um deles, foi detectado o desligamento de parte do medidor, que deixou de registrar um terço da energia que foi consumida no local. O aparelho foi confiscado e será encaminhado para um laboratório certificado da Cemig em Belo Horizonte para verificação. O resultado deve ser divulgado em até 30 dias.

Informações no local: Vinícius Lemos

LEIA TAMBÉM!