ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Fórum Abelardo Penna sedia seu último júri antes de mudança de sede

Augusto Ikeda

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Na tarde da última sexta-feira, 24, ocorreu o último júri do Fórum Abelardo Penna, que fica na Praça Jacy de Assis, no Centro de Uberlândia. O motivo é a mudança de sede, que passará a atender na Avenida Rondon Pacheco, no Bairro Tibery, a partir de dezembro.

O último julgamento realizado no prédio era o de um homicídio que ocorreu em 2016. No caso, o Ministério Público acusava Francisco Chagas Pereira de Araújo, de 49 anos, de ter mandado matar seu então funcionário Manuel Alves de Araújo, de 35, após uma desavença entre os dois.

Durante a sessão, o promotor de justiça da vara do tribunal do júri, Sylvio Fausto de Oliveira, lembrou a todos os presentes, enquanto ainda estava na Tribuna Otoni Torres, que aquele era o último julgamento que ocorria no salão do júri Duarte Pimentel de Ulhôa.

“Eu considero esse um momento histórico, um momento nostálgico, em que todos nós, promotores de justiça, juízes, serventuários, deixamos a antiga sede para enfrentarmos os desafios que virão agora, pela frente, com o novo fórum”, disse o juiz.

O Fórum Abelardo Penna foi fundado em 1977, e no mesmo ano já recebeu o primeiro dos mais de 4 mil júris que ocorreram no prédio.

“Estou fazendo o último júri neste salão e também vou ter a sensação de estar inaugurando, dia 4 próximo, o salão do novo fórum. É a sensação de estar entrando pra história nessa transição importante que ta acontecendo agora”, disse Dimas Borges de Paula, juiz do tribunal do júri.

A nova sede do fórum contará com dois salões de júri, que ainda não receberam um nome oficial.

Instalação de uma nova vara do tribunal do júri

Há 12 anos, em 15 de agosto de 2005, foi inaugurada a vara do tribunal do júri de Uberlândia. Antes disso, os júris da cidade eram feitos pelos juízes das quatro varas criminais da cidade.

Uberlândia já realiza, em média, 100 júris por ano, e o número só cresce com o passar do tempo. Por conta disso, o promotor Sylvio Fausto acredita que possa ser instalada uma segunda vara do tribunal do júri no município. E a nova sede do fórum já possui estrutura para atender essa expansão.

“O novo fórum vem com uma expectativa maior, um futuro longo, para que a demanda seja a mais rápida, que a prestação judicial, em prol da sociedade uberlandense, seja resolvida de maneira muito cômoda”, explicou Sylvio.

Informações: Camila Rabelo

LEIA TAMBÉM!