Geral

Minas Gerais já tem pelo menos duas mortes no Desafio da Baleia Azul

Enviado por: Carolina Vilela 19/04/2017

Pelo menos dois suicídios já foram registrados em Minas Gerais no Desafio da Baleia Azul. A primeira foi na semana passada em Pará de Minas. Gabriel Antônio Santos Cabral, de 19 anos, tirou a própria vida após ingerir entre 80 e 100 comprimidos antidepressivos. O jovem era casado e pai de uma menina de um mês de vida.

Segundo a mãe, Maria de Fátima Santos, de 46, Gabriel vinha tentando deixar o grupo da internet, mas sofria uma pressão muito grande e nos últimos dias vinha agindo de forma estranha. O corpo dele foi encontrado pela mulher sobre a cama do casal, depois que ela voltou do pernoite na casa da mãe, na última quarta-feira, dia 12 de abril. O telefone celular da vítima está sendo periciado.

A mãe afirma que só soube sobre o jogo no último domingo, 9, quando o próprio filho a contou sobre sua participação. “Pedi a ele para sair disso. Que isso era coisa do diabo, de quem tem pacto com o demônio e está coletando as almas dos outros. Ele disse que tentava sair, mas que as pessoas do grupo adicionavam ele de volta, atormentavam meu filho, ele não sabia mais o que fazer”, relata Maria de Fátima.

A segunda morte foi em Belo Horizonte esta semana. O estudante Alexandre Assis Ramos dos Reis, 16 anos, foi encontrado enforcado domingo, 16, no Bairro Ribeiro de Abreu, no Nordeste da capital. Ele também teve o celular recolhido para perícia.

Segundo a Polícia Civil, familiares relataram que o rapaz tinha depressão, mas que não queria se tratar. Nos últimos dias ele estaria se auto-mutilando.

O Desafio da Baleia Azul tem chamado a atenção e gerado grande preocupação principalmente nos pais. O jogo da internet leva os participantes a praticarem mutilações no corpo, uso de drogas e por fim, o suicídio. São 50 desafios ao todo.

O jogo começou na Rússia, que já registrou algumas mortes de adolescentes e até adultos, mas não precisa ir muito longe para saber mais detalhes. Mal o desafio chegou ao Brasil e já houve alguns registros de mortes. Normalmente são aceitas no grupo pessoas depressivas, que tendem a aceitar os desafios.

A proposta começa com os participantes ouvindo músicas depressivas por 24 horas, depois vem o uso de cocaína e outras drogas, mutilações – desenhar uma baleia azul no braço utilizando objetos cortantes, e a última ordem, de número 50, é o participante se matar.

Segundo as investigações, familiares de pessoas que entraram no jogo afirmam que se a pessoa quiser desistir, tem a família ameaçada de morte e é reinserida no grupo online sempre que clica em sair. O jogo da baleia azul está em grupos fechados na internet.

 

Comentários...