ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Motoristas reclamam que estão ficando seis horas em fila indiana para descarregar grãos em Uberlândia

Isabela Lamark

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Caminhoneiros chamaram a equipe de reportagem da TV Vitoriosa para fazer uma reclamação, na noite desta terça-feira, 4. A classe está indignada com uma empresa de grãos no Bairro Industrial, que está deixando os trabalhadores mais de seis horas do lado de fora para descarregar.

No momento em que a equipe de reportagem chegou ao local, dezenas de caminhões estavam do lado de fora em fila indiana aguardando para descarregar. Os caminhoneiros reclamam que eles ficam até de madrugada correndo risco de vida para entrar na empresa.

O motorista Edson Santana veio de Canápolis para descarregar e estava na fila desde às 18h e não tinha nem ideia a que horas poderia entrar para descarregar. “Nós ficamos aqui correndo risco de vida, a mercê dos ladrões, com fome, sem poder ir ao banheiro, atrapalhando o trânsito da via, por desordem da empresa”, afirma.

Edson ainda diz que não é a primeira vez que acontece esse tipo de situação: “Eu já cheguei a ficar aqui até de madrugada para descarregar, vários colegas já foram assaltados no local”, disse. A equipe de produção entrou em contato com a empresa de grãos, mas até o fechamento desta edição não obtivemos respostas.

O site V9 Vitoriosa entrou em contato com o Sindicato dos Rodoviários de Categoria Profissional de Uberlândia. O  primeiro secretário Sérgio Ronaldo falou por telefone que foi pessoalmente até a empresa de grãos saber a real a situação.

Sérgio afirma que conversou com os responsáveis pelo setor de carga e descarga e com os caminhoneiros. “O que está acontecendo é que estamos em período de safra e o fluxo na empresa é grande. Os fazendeiros ligam e agendam uma certa quantidade de carretas por dia e estão mandando carretas  a mais. Sendo assim esses caminhoneiros só podem descarregar no dia seguinte com horário marcado”, afirma.

Repórter no local: Léo Soares

 

 

LEIA TAMBÉM!