‘Parque da Represa’ será revitalizado

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Localizado no bairro Luizote de Freitas, local contará com parque infantil, espaço para jogos, academia, calçadas acessíveis e deck sobre a represa

O Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico, começam nesta semana os trabalhos de revitalização do Parque da Represa, no Bairro Luizote de Freitas, zona oeste de Uberlândia. Localizado no entorno da lagoa (entre as ruas Doutor João Manuel Tannus com Genarino Cazabona e Osvaldo Samora), o local contará com novidades em seus 6,6 mil m² de área, como os mil metros de piso drenado (sistema que absorve á agua da chuva e impede a compactação do solo), por exemplo.

O local vai receber parque infantil, área de jogos e descanso, academia de ginástica, deck sobre a represa e diversas outras melhorias. A revitalização está avaliada em R$ 1 milhão. Desde a década de 1980 a área já era protegida, mas o parque foi criado em novembro de 1997.

Na última semana, foi feita uma campanha educativa com a comunidade do bairro para esclarecer como será o processo de revitalização do parque. A obra será realizada pelo Dmae, por meio de licitação para escolha da empresa que vai executar a obra, que ocorrerá no próximo mês.

Para a revitalização do espaço, será necessário fazer algumas adequações nas calçadas e na barragem da represa. A intenção é melhorar as condições fitossanitárias e a acessibilidade no parque (tanto na área interna, quanto na área externa). “Ressaltamos que o plantio de mudas de espécies arbóreas adequadas para o local está contemplado no projeto, incluindo espécies nativas. A implantação de equipamentos de lazer e outras melhorias também estão previstas”, explica Raquel Mendes Carvalho, arquiteta da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico, responsável pelo projeto.

Localizado em uma das nascentes do Córrego do Óleo, o parque contará ainda com dispositivos para lixo úmido e seco (reciclável). Uma forma de fazer com que a comunidade continue a ajudar a preservar a natureza. “É uma área de grande utilidade para os moradores daquela região. O que iremos fazer é promover mais momentos de entretenimento, esporte e integração da comunidade no parque”, afirmou Sérgio Vieira Attie, diretor Geral do Dmae.

LEIA TAMBÉM!