ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Professores de Tupaciguara realizam paralisação e pedem reajuste salarial

Augusto Ikeda

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Os professores da rede municipal de Tupaciguara realizaram, na última quinta-feira (8), uma paralisação, na qual pediam o reajuste do piso salarial. Eles também organizaram um ato na porta da Prefeitura Municipal.

Elaine Cristina, presidente do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUTE) de Tupaciguara, afirma que o reajuste do piso salarial, de 7,4%, ainda não foi pago. “Estamos reivindicando, desde janeiro, o reajuste do piso, que é nacional, e já estava incluso na pauta de Tupaciguara, para ser pago a partir de janeiro. Mas até hoje, não foi pago”, disse.

Vaina Cardoso, outra docente que participava da paralisação, comentou que a categoria está decepcionada com a postura do prefeito da cidade. “Estamos indignados e entristecidos com a nova gestão, visto que o mesmo fazia parte da luta antes de se tornar prefeito de nossa cidade. Então, ele é conhecedor de nossa causa e nos apoiava. Os alunos estão sem aula por que estamos requerendo um direito que é nosso”, afirmou.

Dificuldades financeiras

Em defesa, o prefeito de Tupaciguara, Tenente Carlos, afirma que não conseguiu pagar o reajuste por que assumiu a prefeitura em situação de calamidade. “Eu ainda não consegui pagar esse reajuste por que, infelizmente, peguei a prefeitura em situação crítica. Tanto que havia decretado estado de calamidade e emergência administrativa”, explicou.

Ainda de acordo com o prefeito, será feita uma reunião com o sindicato no próximo dia 19, e que espera conseguir honrar os compromissos feitos com a categoria. “Estamos fazendo todo o levantamento no setor de planejamento e no setor de finanças. Por que o nosso objetivo, sem dúvida alguma, é atender essa reivindicação dos professores, por que ela é legal e é justa”, disse.

Informações no local: Lourival Santos

LEIA TAMBÉM!