Sambista Wilson das Neves morre aos 81 anos no Rio

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Fonte: Reprodução Facebook

O baterista e sambista Wilson Das Neves morreu na noite desse sábado (26) no Rio de Janeiro. O instrumentista, famoso pelo bordão Ô Sorte!, lutava contra um câncer. A família publicou a notícia na página do artista no Facebook.

“É com grande pesar que comunicamos a todos a partida do nosso grande mestre que foi tocar suas baquetas do outro lado. Ficaremos com as boas lembranças. Salve nosso Mestre! Salve Wilson Das Neves!”, diz o post.

A Escola de Samba Império Serrano, onde o sambista era padrinho de bateria, também publicou post de pesar na sua página no Facebook e declarou luto de três dias. “O Império e a sinfônica do samba lamentam o falecimento de seu baluarte. O Império declara luto oficial de três dias.”

Trajetória

Wilson das Neves nasceu em 4 de julho de 1936, no Rio de Janeiro, e foi músico de estúdio na extinta Copacabana Disco, onde chegou a integrar conjuntos como o de Steve Bernard e Ed Lincoln.

Gravou com músicos e cantores e compositores importantes da música brasileira, como Elza Soares, Wilson Simonal, Roberto Carlos, Taiguara, Elizeth Cardoso e Chico Buarque. Com sua própria banda, em 1969, pela antiga Polydor, gravou seu segundo disco Som Quente É o das Neves e, no ano seguinte, o LP Samba Tropi – Até aí morreu Neves, desta vez pelo selo Elenco/Philips.

Wilson das Neves, em 1975, participou da gravação dos discos Lugar Comum, do músico João Donato; e Meu Primeiro Amor, da cantora Nara Leão. Tempos depois fez o terceiro disco com o seu conjunto, o LP O Som Quente É o das Neves, onde estreou como cantor e compositor.

Foi ritmista na escola de samba Império Serrano, onde tocava tamborim. Ao longo da vasta carreira teve também como parceria, como compositor, nomes como Nei Lopez, Paulo Cesar Pinheiro e Aldir Blanc.

Agência Brasil

LEIA TAMBÉM!