Trabalhadores aceitam proposta e encerram greve nos Correios

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Os trabalhadores dos Correios decidiram hoje (6) aceitar a proposta de acordo coletivo apresentada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) e, com isso, encerrar a greve da categoria iniciada em 19 de setembro. De acordo com o secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) José Rivaldo da Silva, os trabalhadores retornam ao trabalho na próxima segunda-feira (9).

Até o início da noite de hoje, dos 31 sindicatos filiados à Fentect, 25 votaram pela aprovação da proposta de acordo formulada pelo TST. Apresentada na última quarta-feira (4), a proposta prevê reajuste de 2,07% nos salários e benefícios, retroativo ao mês de agosto deste ano, manutenção das cláusulas sociais, compensação de 64 horas (oito dias) e desconto dos demais dias de ausência, além da manutenção das cláusulas já existentes no acordo firmado no ano passado.

A Cláusula 28 do acordo firmado no ano passado, que trata do plano de saúde, continua sendo mediada pelo TST.

“Valeu a luta da classe trabalhadora”, afirmou José Rivaldo. “O saldo geral da paralisação é extremamente positivo. Entramos em greve no último dia 19 com uma proposta dos Correios que retirava grandes direitos conquistados há mais de 30 anos e, com a greve, começaram a vir propostas. Não perdemos nenhum direito, e vale a pena lutar para manter os Correios como estatal”, disse o secretário-geral da Fentect à Agência Brasil.

Para reduzir os impactos da paralisação, os Correios adotaram o Plano de Continuidade de Negócios, com deslocamento de empregados entre as unidades e o pagamento de horas extras.

De acordo com os Correios, neste fim de semana, será realizado um mutirão com expectativa de entregar aproximadamente 5 milhões de cartas e encomendas.

Agência Brasil

LEIA TAMBÉM!