Universitária com câncer recebe aval para concluir provas do curso de Direito no Hospital

Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Uma jovem universitária de Uberlândia conseguiu o direito de realizar as provas finais do 10º período da Faculdade no hospital. Mas foi preciso levar o pedido na justiça para essa liberação que só saiu ontem, depois de uma semana.

O resultado da audiência de conciliação realizada pelo Ministério Público (MP) foi que a estudante de Direito Elizabeth Cristina Almeida, de 22 anos, poderá fazer as provas onde ela estiver passando por tratamento contra o câncer, seja em casa, ou no hospital, como explica a advogada da família.

A audiência contou com a presença do Procurador-Geral da República, Cléber Eustáquio Neves. A advogada Mariana Lopes esclarece que só procurou a Justiça, porque a faculdade negou vários pedidos da estudante e dela própria para realização das provas fora da sala de aula.

Maria Aparecida Souza Silva é mãe de Elizabeth e cuida constantemente da filha que está internada em um hospital particular de Uberlândia. Ela só saiu da unidade de saúde para acompanhar a audiência. Ela também comenta sobre a expectativa da filha em poder fazer as provas.

As provas serão aplicadas por meio eletrônico, de acordo com o que foi estabelecido na audiência. A faculdade estará sujeita à multa em caso de descumprimento.

Elizabeth foi diagnosticada com câncer há poucos meses. A jovem está no 10º período de curso de direito e está internada em uma sala especial com isolamento por recomendação médica. O caso ganhou repercussão nas redes sociais. E, Elizabeth, por meio de um vídeo que circula na internet, faz um agradecimento.

Por meio de nota, a Esamc informou que “a instituição declara estar feliz com a proposta do Ministério Público, que veio ao encontro do desejo da instituição, que sempre foi o de atender à aluna mantendo a qualidade acadêmica”.

Veja

LEIA TAMBÉM!