Calor de 49.5°C deixa mais de 200 mortos no Canadá

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Enquanto o Brasil tem um início de inverno bem gelado, no hemisfério Norte a realidade é bem diferente.

Foram registradas pelo menos 233 mortes súbitas entre sexta (25) e ontem (29), no Canadá, sendo 134 na região de Vancouver. Os óbitos estão relacionados à onda de calor.

Segundo autoridades locais, a temperatura chegou a 49,5º C na cidade de Lytton, que fica a 250 km ao leste de Vancouver, batendo o recorde de maior temperatura já registrada no Canadá.

Para se ter uma ideia, esse valor está quase 3°C acima do recorde histórico de calor no Brasil, que é 44,7°C. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), essa marca foi atingida em Bom Jesus do Piauí em novembro de 2005.

O calor provocou vários incêndios florestais em ambos os lados da fronteira EUA-Canadá, devido a um fenômeno conhecido como “cúpula de calor”, em que altas pressões prendem o ar quente na região.

LEIA TAMBÉM!