Acusados de esquartejar homem ainda vivo em 2016 são condenados em Uberlândia

Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Foram a júri popular os acusados de esquartejar vivo um homem de 36 anos, em Uberlândia, no ano de 2016. Três foram condenados Ana Lúvia Martins Ramos, de 38 anos, Mateus Garcia e Gabriel Mendes Borges, ambos de 21 anos, pegaram 17 anos de prisão em regime fechado. John Rodrigues Lemos foi absolvido do crime.

A vítima, Marcos Paulo Carneiro, de 36 anos, foi covardemente assassinada no dia 15 de dezembro de 2016. O corpo foi esquartejado e as partes encontradas na MGC-497 em um pasto na saída para a cidade de Prata. Ele teve a cabeça e os membros separados do tronco.

Os três réus condenados confessaram o crime e foram a júri popular nesta segunda-feira dia 29 de abril, no Fórum Abelardo Pena, em Uberlândia.

Em depoimento, Ana Lúvia contou várias versões do crime ao delegado da época, Rafael Herrera. Até mesmo durante o júri de ontem ela tentou mudar os fatos para o promotor responsável pelas acusações.

Na época na casa onde o crime aconteceu foram encontrados duas facas, um facão, um tapete sujo de sangue e um veículo possivelmente utilizado para levar as partes do corpo até a MGC-497.

Relembre o caso:

Corpo de homem é encontrado esquartejado em Uberlândia

Identificado homem encontrado esquartejado na MGC-497, em Uberlândia

Suspeito confessa que homem foi esquartejado ainda vivo

Veja a reportagem completa de Anderson Magrão

LEIA TAMBÉM!