Conselho Tutelar comenta o caso do menino de 7 anos agredido pelo pai no dia do aniversário

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

O Conselho Tutelar de Uberlândia comentou o caso do menino de sete anos que foi agredido pelo próprio pai do dia do seu aniversário no último domingo, 3.

Em entrevista à equipe de reportagem da TV Vitoriosa, a conselheira tutelar Bianca Cardoso deu mais detalhes do procedimento e lembrou que o conselho estava em funcionamento mesmo em pleno feriado de Carnaval.

“O Conselho Tutelar trabalha também em períodos de feriado prolongado. Cada conselho tem uma conselheira que está de plantão. Ela foi chamada pela Polícia Militar, encaminhou, através de orientação, a irmã da criança, que estava vitimizada pelas agressões feitas pelo genitor e deu pra ela as orientações devidas. Só não compareceu ao local por que o Conselho Tutelar comparece até o local quando a criança está sem responsáveis, e no caso, ela tinha, que é uma irmã adulta”, explicou a conselheira.

Cardoso também afirmou que o trabalho do Conselho Tutelar já foi concluído e encaminhado para a delegacia especializada. A irmã do menino deve dar prosseguimento para solicitar sua guarda.

“A irmã já foi até a delegacia especializada conversar com a doutora Alessandra (Rodrigues). Ela já tem o Boletim de Ocorrência e vamos encaminhá-la também a um defensor público para requerer a guarda tanto da criança quanto do irmãozinho, que existe um outro também, que já está sob o poder dela”, disse.

A conselheira afirma que em casos semelhantes, o Conselho Tutelar também deve ser procurado além das autoridades competentes, já que ele conta com um total de 15 conselheiros, distribuídos em três conselhos, que funcionam 24 horas por dia.

“A partir das 18 horas, os conselhos têm uma conselheira de plantão, que trabalha com celular ligado, na residência dela mesmo, e ela atua no período das 18 horas até as 8 horas da manhã do dia seguinte, hora em que o espaço físico abre. E em feriados prolongados sempre tem, então é 24 horas sim”, comentou.

Saiba Mais

Menino é espancado pelo pai no dia do aniversário de 7 anos por se recusar a pedir bênção

Informações: Carlos Vilela

LEIA TAMBÉM!