ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Duplo latrocínio brutal choca Capinópolis e PC prende suspeitos

Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Uma operação conjunta de policiais civis e militares esclareceu um delito brutal que comoveu a população do município de Capinópolis, no Triângulo Mineiro.

Menos de três horas após tomarem conhecimento do duplo latrocínio do casal de idosos Maria Gorete Pereira, 63 anos, e Damião Fernandes Pereira, de 71, na cidade de Capinópolis, as polícias Civil (PCMG) e Militar (PMMG) elucidaram o crime. O trabalho integrado resultou na prisão de Carlos Eduardo Batista, 18 anos, e apreensão de dois adolescentes de 16 anos. Eles são suspeitos de matar as vítimas após roubarem a quantia de R$ 600.

Na manhã desta sexta-feira (19), a PM foi acionada para comparecer à residência do casal, na Rua Primeiro de Agosto, bairro São João, onde foram encontrados os corpos das vítimas, que apresentavam diversas lesões na cabeça. Diante do cenário encontrado e das evidências deixadas, com a subtração de dinheiro, os militares perceberam tratar-se de um duplo latrocínio (roubo seguido de morte).

De imediato, equipes de policiais civis e militares, conjuntamente, iniciaram diligências no intuito de identificar os autores do delito e recuperar os objetos subtraídos. Após investigações, foi apurado que os suspeitos foram vistos nas proximidades da residência das vítimas na noite do crime.

Durante entrevistas realizadas com os investigados, eles confessaram participação no delito, informando que planejavam o crime há mais de três meses. Disseram, ainda, que ficaram esperando os idosos entrarem na casa. Em seguida, invadiram o imóvel, e se depararam com o casal jantando. Nesse momento, utilizaram uma barra de ferro para golpear as vítimas na cabeça. Após matarem as vítimas, levaram o dinheiro. Os suspeitos contaram também que resolveram assassinar os idosos por eles os conhecerem, visando buscar suas impunidades.

Os acusados chegaram a indicar onde teriam dispensado a barra de ferro utilizado no crime. No local de vegetação muito alta, densa e às margens de um córrego, os policiais realizaram buscas por horas, mas o objetivo não foi encontrado.

As autoridades policiais ficaram perplexas com a naturalidade em que os suspeitos confessaram suas participações no delito. “Mais uma vez, o trabalho conjunto das polícias Civil e Militar dá uma resposta rápida à sociedade para um crime de tamanha crueldade”, pontua o delegado regional de Ituiutaba, Carlos Antônio Fernandes.

A autoridade policial ratificou a prisão em flagrante do jovem de 18 anos pelo crime e a apreensão dos menores por ato infracional análogo a latrocínio. Eles se encontram à disposição da Justiça.

LEIA TAMBÉM!