ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Policiais Civis e filho de dono de frigorífico de Uberlândia são condenados a oito anos de prisão

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

A Justiça de Minas Gerais condenou os policiais civis de Uberlândia, Hélcio Modesto Júnior, conhecido como Juninho Play, Marcelo Martins Costa, Wemerson Ramos da Silva, e Gustavo Garces Miranda, filho do dono de um frigorífico, por envolvimento no roubo de uma carga de 26 toneladas de carne. A carga estava avaliada em 400 mil reais.

Os condenados cumprirão suas penas em regime fechado, além de perderem o direito de seus cargos públicos.

As condenações são pelos crimes de receptação qualificada, associação criminosa e adulteração de sinal identificador de veículo.

O crime aconteceu em maio de 2016. O caminhoneiro foi abordado por assaltantes enquanto dormia no veículo em um posto de combustíveis, em Frutal. A carne foi levada até um frigorífico na BR-050 e o juiz entendeu que o roubo foi encomendado pelo filho do proprietário do frigorífico.

Conforme matéria do Portal de notícias da TV Vitoriosa, Juninho Play se entregou ao Ministério Público da cidade em 20 de junho de 2016. Ele era suspeito de envolvimento com uma quadrilha atuante em roubo de cargas. Antes de se entregar, ele era considerado foragido pela justiça.

O Ministério Público de Minas Gerais investigou o patrimônio de Juninho Play, e verificou que ele era incompatível com o seu salário. Foram encontrados diversos veículos, casas, apartamentos, relógios e até mesmo cintos de dois mil reais em seu nome.

LEIA TAMBÉM!