Grupo que desviou R$ 26 milhões de dinheiro público em Delta-MG e São Paulo é investigado

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Terminou essa semana a série de diligências realizadas simultaneamente em Delta, Minas Gerais, e nos municípios paulistas de Igarapava, Franca, Pedregulho e Ribeirão Preto, pela Operação Pândega, que busca desmantelar uma organização criminosa que desviou mais de R$ 26 milhões de dinheiro público.

A organização fraudou procedimentos e dispensou licitações para obras em Igarapava e para prestação de serviços de transporte de estudantes e de pacientes da saúde pública, favorecendo determinadas empresas.

As diligências da operação visaram também identificar empresas de fachada, principalmente no município de Delta.

Na segunda-feira já haviam sido presos temporariamente um ex-prefeito de Igarapava, o irmão dele, uma ex-servidora da prefeitura e três empresários do município.

O Gaeco Uberaba (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), órgão do Ministério Público de Minas Gerais, participou da operação que reuniu os Gaecos Franca e Ribeirão Preto, a Promotoria de Justiça de Igarapava e a Promotoria de Justiça de Miguelópolis, onde os fatos são apurados. Participaram também da operação a Secretaria de Fazenda de Minas Gerais e as Polícias Militares de São Paulo e de Minas Gerais.

Fonte: Gaeco Uberaba

LEIA TAMBÉM!