Homem é encontrado morto a tiros dentro de carro parado na contramão, em Uberlândia

Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Mais uma morte violenta foi registrada nesta madrugada de sexta-feira, 10, em Uberlândia. A terceira em poucas horas, pois momentos antes houve um duplo homicídio em uma “jantinha” no Bairro Luizote de Freitas, em que um juiz da cidade reagiu a um assalto e matou dois bandidos a tiros.

Já nas primeiras horas da madrugada de hoje, um homem foi encontrado morto no banco do motorista de um veículo Gol que estava parado na contramão de direção da Rua Claudemiro José de Souza, Bairro Brasil, região central de Uberlândia.

A Polícia Militar (PM) foi acionada por moradores da rua, que viram o homem morto dentro do veículo. A vítima Herondy José de Souza, de 30 anos, realmente já estava sem vida. O carro foi cravejado de tiros, aproximadamente seis, sendo que um atingiu o parabrisas e a vítima.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), há sinais de que havia um passageiro no carro, mas a pessoa conseguiu fugir com ferimentos. A PM realiza buscas  em hospitais para localizar a segunda vítima e saber, de fato, o que houve.

No decorrer das diligências, populares disseram que por volta das 00h40, num bar situado na Avenida Monsenhor Eduardo, Bairro Bom Jesus, Herondy foi visto na companhia de outro indivíduo tentando arrombar veículos estacionados em frente ao bar. Houve um tumulto e disparos de arma de fogo no local. Contudo, não souberam informar características dos autores dos disparos. Logo em seguida os dois suspeitos saíram correndo e entraram no Gol, fugindo sentido ao Bairro Brasil.

Ainda conforme a PM, Herondy tinha várias passagens pelo sistema Copom, por homicídio, roubo, dentre outras. O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal da cidade

Dentro do veículo de Herondy foram encontrados materiais sem procedência, como duas rodas de carro novas e alguns apetrechos que são utilizados comumente na prática de furtos, um telefone celular da marca samsung e uma carteira da vítima, contendo alguns cartões e a quantia de R$ 129 em cédulas.

Este foi o 11º homicídio registrado em Uberlândia neste ano de 2017.

Repórter no local: Bruno Rocha

 

LEIA TAMBÉM!