Polícia

Jovem recebe ameaças de morte em aplicativo de celular e PM identifica suspeitos

Enviado por: Carolina Vilela 29/04/2017

Uma adolescente moradora de Uberlândia recebeu diversas ameaças de morte por meio do Whats App. Ela estava recebendo imagens de mulheres feridas e mortas, cujo destino seria o mesmo para ela. A vítima tentou saber quem estava mandando as mensagens, mas a pessoa do outro lado disse que preferia apresentações pessoais.

Assustada, a adolescente, de 17 anos, conta para a mãe o que aconteceu. A mulher imediatamente procurou ajuda da Polícia Militar (PM), que entrou no caso e conversou com a pessoa que estava fazendo as ameaças. Em pouco tempo os militares conseguiram identificar o número e os suspeitos, um maior e um adolescente. Eles pediram desculpas e disseram se tratar de uma brincadeira. Foi registrado um boletim de ocorrências para o caso.

A delegada Gabriela Damasceno conta que esse tipo de denúncia sempre chega à delegacia de menores. “Hoje muitos crimes de ameaça são praticados pela via cibernética. Os autores às vezes acham que dessa forma fica mais difícil a identificação e a gente tem obtido êxito em identificar sim. As vítimas nos procuram e a gente instaura o procedimento e vai atrás dos mecanismos possíveis para identificação da autoria e responsabilização desse autor.”

Ela explica que é importante que a vítima denuncie. “Todo crime de ameaça, a vítima tem que procurar a delegacia com o boletim para representar contra o autor. E a partir daí que nós vamos proceder com a investigação para tentar apurar a autoria e remeter esse procedimento para a justiça.”

A mãe da adolescente deixa um recado, principalmente para os jovens. “Aos jovens que sofrem qualquer tipo de ameaça, contem para os pais, procurem ajuda, porque eu vi a situação dentro de casa.”

Repórter Léo Soares, narração Kátia Medeiros

Comentários...