Polícia

Namorado de travesti assassinada é ouvido na delegacia de Uberlândia

Enviado por: Carolina Vilela 16/06/2017

Apresentou-se, na noite desta quinta-feira, 15, na delegacia da Polícia Civil de Uberlândia, Bruno Magalhães da Silva, namorado da travesti Renato Laurindo Vieira, de 24 anos, Renata, como era chamada. Ela foi assassinada a pauladas por volta de 23h de quarta-feira, 14, no Bairro Dona Zulmira.

A Polícia Civil trabalha na apuração desse homicídio e já começou a colher depoimentos de pessoas que estiveram com a vítima. O namorado de Renata, Bruno Magalhães, conta que presenciou o crime e nega qualquer envolvimento na morte.

A Polícia conduziu Bruno até a delegacia para prestar depoimento. A delegada de plantão ouviu o suspeito e o liberou em seguida. Ele conversou com a nossa reportagem e disse que estava com Renata há quatro meses e neste período, tentava fazê-la sair da vida noturna. Disse ainda que a mãe da vítima não gostava de falar a respeito da vida de Renato como Renata. Ela não aceitava o fato de o filho ser travesti.

 

Relembre o caso:

Travesti é espancada até a morte no Bairro Dona Zulmira

Informações no local: Léo Carvalho

Comentários...