Polícia

Nove suspeitos de homicídios e tentativas em Uberlândia são apresentados pela Polícia Civil

Enviado por: Carolina Vilela 14/03/2017

A Polícia Civil (PC) apresentou durante uma coletiva com a imprensa nesta terça-feira, 14, nove suspeitos de envolvimento em três homicídios e uma tentativa de assassinato em Uberlândia. Os crimes ocorreram ente setembro de 2015 e novembro de 2016. Entre os presos há um menor de 17 anos.

Um 10º suspeito foi preso em Monte Carmelo. A Operação da PC foi denominada “5º Mandamento – Não Matarás”. Três suspeitos ainda estão foragidos e já ostentam mandados de prisão em desfavor. A maioria dos suspeitos foi presa pela Polícia Militar (PM) nos últimos dias por outros crimes.

De acordo com o delegado Rafael Herrera, as investigações começaram há alguns meses e os homicídios e a tentativa têm, pelo menos, se não for motivação principal, um pano de fundo relacionado com o comércio ou uso de drogas.

Vinte e cinco policiais participaram da ação.

Os crimes

A primeira ocorrência foi um homicídio no Bairro Luizote de Freitas em setembro de 2015. Rafael Sobreira de Oliveira, de 27 anos, foi agredido e morto a tiros. Quatro jovens foram presos e um quinto elemento continua foragido.

O segundo homicídio foi no Bairro Presidente Roosevelt e vitimou Leon Luiz Gonzaga Silva Natividade, de 20 anos. O crime foi em dezembro de 2015. Leon foi morto a tiros, supostamente em uma disputa por ponto de tráfico de drogas. Dois homens foram presos e um terceiro continua foragido.

Durante a Operação 5º Mandamento, um homem foi preso em Monte Carmelo e um jovem de 19 anos e um adolescente de 17 apreendidos em Uberlândia, suspeitos de envolvimento em uma tentativa de homicídio registrada em agosto de 2016, contra um adolescente de 17 anos no Assentamento Dom José. A vítima foi agredida e esfaqueada várias vezes. A confusão entre vítima e autores começou com uma briga anterior, dentro do Centro Socioeducativo de Uberlândia (Ceseu).

O quarto crime foi o assassinato de Edilson Ferreira de Jesus, de 47 anos, na MGC-497, saída de Uberlândia para Prata, em novembro de 2016. Ele foi morto com sete golpes de chave de fenda. O principal suspeito, um homem de 31 anos, foi preso. O corpo de Edilson foi localizado em um matagal na rodovia.

Com informações de Vinícius Lemos

 

Comentários...