ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Polícia Civil derruba esquema de roubo, adulteração e estocagem irregular de combustível

Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Um homem foi preso em trabalho de investigação da Polícia Civil (PC) de Uberlândia que derrubou um esquema de roubo, adulteração, e estocagem irregular de combustível no Bairro Jardim Patrícia. De acordo com o delegado responsável pela ocorrência, Marcelo Gonçalves, as investigações continuam em cima deste crime, que é também uma ameaça à segurança da comunidade e do Meio Ambiente.

Ao longo de três meses de investigação a polícia monitorou locais suspeitos de procederem desvio de combustíveis. A PC encontrou um galpão com combustível ilegal na Rua Luciano Fonseca. Um suspeito, de 56 anos, foi preso. Ele não teve o nome divulgado para não atrapalhar as investigações. Foram apreendidos aproximadamente 3 mil litros de diesel, dois galões de gasolina e um de álcool dentro de uma Kombi.

A abordagem nesta terça-feira, 21, aconteceu logo após um caminhão bitrem de 9 eixos entrar no galpão. O motorista foi pego em flagrante com uma série de embalagens impróprias para o armazenamento de combustíveis. Havia três tanques no local já vazios. O local não tem licença ambiental para este tipo de atividade nem sequer condições sanitárias, o que oferece riscos tanto ambiental quanto para os vizinhos.

Próximo a um motor que efetuava o bombeamento do combustível dos tanques para outros recipientes havia baldes abertos com diesel e gasolina. Os fios da bomba, descascados em vários pontos, passava bem perto dos combustíveis.

Os peritos concluíram que havia grande quantidade de óleo diesel derramada no solo, o que pode chegar à malha pluvial e contaminar as águas. “Nós somente saberemos a extensão dos danos ambientais causados após a conclusão do laudo pericial. Mas já há subsídios suficientes para autuar o preso pelo crime de poluição”, afirmou o delegado Daniel Azevedo, da delegacia de meio ambiente.

O delegado informou que não ainda não há como dimensionar a natureza das infrações e quantas pessoas estão envolvidas no esquema. Mas sabe-se, pelo equipamento e maquinário encontrado, que se trata de uma prática delituosa muito bem estruturada. “Não é um simples desvio de combustível. Mas sim todo um aparato estruturado para que seja, provavelmente, receptado combustível, desviado do destino final. Tudo será apurado no inquérito policial”, afirmou Azevedo.

Repórter no local: Camila Rabelo

https://www.youtube.com/watch?v=QuUkZ2DInPs

 

https://www.youtube.com/watch?v=8jjtjdUknck

LEIA TAMBÉM!