Suspeito confessa que homem foi esquartejado ainda vivo

Isabela Lamark

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Isabela Lamark

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Três suspeitos de envolvimento no esquartejamento de Marcos Paulo Carneiro, de 36 anos, em Uberlândia, foram presos na tarde desta sexta-feira, 16. A vítima foi encontrada na MGC-497 em um pasto na saída para a cidade de Prata. O corpo estava dividido em cabeça, tronco, pernas e um braço.

De acordo com a Polícia Militar (PM) após informações, os militares conseguiram chegar até a ex-companheira da vítima Ana Lúvia Martins Ramos, de 36 anos, que apontou mais dois suspeitos de participarem do crime. A polícia conseguiu prender os dois jovens Mateus Garcia e Gabriel Mendes Borges, ambos de 19 anos.

Ana

Em depoimento, Ana Lúvia contou várias versões do crime ao delegado Rafael Herrera. Uma delas é que quando os dois jovens começaram a agredir a vítima Marcos Paulo, ela saiu de casa para não ver o desfecho. Apurado pelo site V9 Vitoriosa, o delegado relatou que os depoimentos dos três suspeitos são contraditórios.”Um joga a culpa no outro de ter esquartejado a vítima. Nós acreditamos que todos participaram do crime. Em tese todos vão responder por homicídio qualificado e por ocultação de cadáver’, afirma.

Herrera ainda diz que um dos três suspeitos presos no primeiro momento, relatou que a vítima foi esquartejada ainda viva. “Ele tinha tomado apenas uma facada no peito, respirava e gritava durante o esquartejamento. Isso tem que ser comprovado por laudo pericial, aí sim estaremos na qualificadora do meio cruel”, disse.

Há indícios que a vítima foi assassinada e esquartejada em uma residência no Bairro Canaã. Os militares estiveram no local juntamente com a perícia da Polícia Civil para recolher objetos utilizados no crime. Na casa foram encontrados duas facas, um facão, um tapete sujo de sangue e um veículo possivelmente utilizado para levar as partes do corpo até a MGC-497.

No fim da coletiva os militares conseguiram prender um quarto suspeito identificado como Jonh Rodrigues Lemos, que pode estar envolvido no crime ou ser uma testemunha. A PM está a procura de um quinto  autor que é proprietário do veículo utilizado para desovar o corpo. Até o momento ele ainda não foi encontrado.

Linha de investigação

Em diligências na vizinhança de onde a vítima morava, militares levantaram informações de testemunhas de que Marcos Paulo e a ex-mulher haviam discutido alguns dias antes da morte dele. Na briga eles teriam se agredido mutuamente e familiares da mulher o teriam ameaçado de morte.

A polícia desconfia que o crime tenha ligação com o mundo do crime. De acordo com informações apuradas pelo V9 Vitoriosa o ex-casal Marcos Paulo Carneiro e Ana Lúvia Martins Ramos, brigava muito e atraia a PM para o bairro, atrapalhando o tráfico de drogas.

Leia mais

 Corpo de homem é encontrado esquartejado em Uberlândia
Identificado homem encontrado esquartejado na MGC-497, em Uberlândia

LEIA TAMBÉM!