ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Suspeito de homicídio é preso no Pontal e delegado acredita que tenha sido latrocínio

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
(Imagem: Divulgação/PCMG)

Detalhes sobre as investigações que apuram o homicídio de Maurício Rodrigues dos Santos, de 45 anos, foram divulgados nesta terça-feira, 11, pela Polícia Civil (PC) de Governador Valadares. O crime ocorreu em 8 de março no Distrito de Pontal.

Preso e interrogado, o principal suspeito, Farley Honorato Mendes, de 24 anos, confessou ter dado golpes de capacete e facadas na vítima. O jovem alegou que ofereceu carona para Maurício até Pontal e durante o trajeto foi ameaçado com uma faca.

As investigações, por outro lado, apontaram que a vítima tinha R$ 1400 na data dos fatos e esse dinheiro era para Maurício repassar ao gerente da fazenda onde trabalhava. Ocorre, porém, que a quantia não foi encontrada e, ao que tudo indica, teria sido subtraída pelo suspeito.

De acordo com o Delegado Gean Vitor Fanti, “há fortes indícios de que, na verdade, tenha ocorrido um latrocínio, haja vista que, conforme estudo de vida pregressa da vítima, descobrimos que ela não era uma pessoa agressiva. Inclusive, quando estava sob o efeito de álcool, era uma pessoa engraçada e não tinha passagens por agressão a terceiros, etc. Tratava-se de uma pessoa de confiança, tanto que o patrão lhe entregou o dinheiro para o repasse ao gerente da fazenda”.

O rapaz, que confessou o crime de homicídio, permanece no presídio local à disposição da justiça.

PCMG

LEIA TAMBÉM!