Polícia

Três integrantes de quadrilha de explosão e roubo milionário na Rodoban são presos em Caldas Novas

Enviado por: Carolina Vilela 07/11/2017

Pouco mais de 24 horas depois da ação criminosa que deu um rombo milionário na Rodoban Segurança e Transporte de Valores, localizada no Boa Vista, em Uberaba, uma operação conjunta as forças policiais encontraram parte da quadrilha, três veículos de luxo e uma grande quantia em dinheiro. Agnaldo Francisco da Silva Pereira, conhecido como Magna, a mulher dele, Camila Pereira da Silva, e Anderson Manoel de Souza, conhecido como Nativa, foram presos em Caldas Novas-GO.

De acordo com o coronel Beleli, da Polícia Militar de Caldas Novas, o trio estava levando uma vida luxuosa em uma casa de altíssimo padrão. Os três confessaram participação no audacioso crime, que criou um cenário de guerra e terror para os moradores de Uberaba. Vários criminosos armados com fuzis e armas de grosso calibre chegaram em pelo menos seis carros blindados e cercaram o quarteirão da empresa de valores. Um caminhão baú carregado com explosivos também foi usado na ação. Após metralharem e explodirem o prédio, fugiram levando grande quantia em dinheiro. Informações extra-oficiais indicam que seriam R$ 50 milhões aproximadamente.

Segundo a polícia, os três fazem parte de uma organização criminosa que atua em São Paulo. A suspeita é que eles também tenham participado de ataques em outras bases de valores, como em Ribeirão Preto, Araçatuba, Campinas e em Cidade del Este. O caso da cidade do Paraguai é o maior assalto registrado na história do país. Pelo menos 30 homens com armamentos capazes de derrubar helicópteros roubaram US$ 40 milhões de uma transportadora de valores. Na troca de tiros com a polícia morreram um policial e três criminosos.

Como a PM chegou aos criminosos

O Serviço de Inteligência da Polícia Militar de Goiás, juntamente com a Polícia Federal e a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, além de forças policiais de Minas Gerais, vêm trabalhando no caso. Hoje, 7, por volta de 12h, agentes do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) encontraram os três criminosos.

Eles usam identidades falsas. O primeiro a ser abordado foi Agnaldo Francisco, o Magna, que apresentou identidade falsa. Com o documento ele comprou imóveis e veículos e levava uma vida de empresário bem-sucedido, com casas de alto padrão e carros de luxo.

O trio foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Goiás.

Comentários...